O país onde mulheres não podem dizer seus nomes e são enterradas como anônimas

Ao nascer no Afeganistão, uma menina pode ficar anos sem receber um nome.

Quando se casa, o nome da mulher não é nem escrito nos convites para a cerimônia.

Ao adoecer, muitas vezes ela é atendida por um médico que não sabe seu nome e tampouco o escreve na receita.

Quando morre, o comum é que o nome de uma mulher não apareça nem na certidão de óbito, nem na lápide.

As famílias do Afeganistão costumam forçar as mulheres a manter seus nomes em segredo, em todas etapas da vida.

Mas, com as redes sociais, elas estão se manifestando para interromper esse ciclo através da campanha “WhereIsMyName” (“Onde está meu nome?”).

#WhereIsMyName

A campanha WhereIsMyName? foi lançada há cerca de três anos por jovens mulheres — Foto: BBC

A campanha WhereIsMyName? foi lançada há cerca de três anos por jovens mulheres — Foto: BBC

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *