Corinthians espera mais de R$ 140 milhões de “socorro” e deve quitar parte dos salários nesta terça

Corinthians vive uma semana decisiva para sua melhora de fluxo de caixa e deve quitar parte das pendências com o elenco nesta terça-feira, dois dias antes do clássico contra o Palmeiras, marcado para quinta, às 19h15 (de Brasília), na Neo Química Arena.

De acordo com o diretor financeiro do clube, Matias Romano Ávila, o Timão receberá os R$ 25,7 milhões pela venda de Carlos Augusto ao Monza, da Itália, já nesta terça-feira. O Corinthians repassou 40% dos direitos econômicos do jogador ao clube italiano.

Ainda segundo Matias, é nesta semana também que o Corinthians receberá os R$ 117 milhões pela venda de Pedrinho ao Benfica, de Portugal. O valor total da venda foi antecipado pela diretoria junto a um banco alemão.

Somados os dois negócios e se tudo se confirmar, serão mais de R$ 142 milhões em caixa nesta semana.

É com esse dinheiro que o Corinthians deve quitar duas folhas salariais atrasadas. Os meses de março, junho e julho ainda não foram pagos. Nesta terça, vence também o salário de agosto. A diretoria trata como “certeza” o pagamento de parte dos vencimentos aos jogadores nesta semana.

Bastidores

A diretoria trata a negociação com o banco alemão como uma antecipação de caixa e não de receitas futuras, pois o jogador já foi repassado ao clube português. Por isso, não foi pedido nem a anuência do Cori e nem do Conselho Deliberativo do clube para realizar a operação.

A venda do jogador, que chegaria a 20 milhões de euros (R$ 131 milhões, na cotação de hoje), caiu para 18 milhões de euros (R$ 117 milhões) depois de um novo acordo entre os clubes. O Benfica só pagará a primeira parcela em agosto do ano que vem.

O Corinthians havia se comprometido a contratar Yony González por 2,8 milhões de euros no fim de seu contrato de empréstimo, mas se apoiou em um gatilho do contrato para devolvê-lo ao Benfica antes do atacante completar cinco jogos.

A devolução gerou irritação na diretoria do Benfica e fez com que o acordo fosse refeito. O Corinthians entende que se saiu bem na negociação em função das altas taxas cambiais. O empresário de Pedrinho, Will Dantas, aceitou receber os 30% do valor da transferência que tem direito em 2021.

Por Ana Canhedo — São Paulo

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *