Palmeiras finaliza 67 vezes em uma semana e melhora produção ofensiva. Corinthians segue jogando mal

Melhorou. O Palmeiras ainda não é um primor do ponto de vista esportivo, segue tendo a defesa menos vazada entre os vinte clubes da Série A em 2020 (20 gols sofridos em 33 partidas) e evoluiu no número de finalizações. Na soma dos três jogos contra Flamengo (9), Bolívar (21) e Ceará (28), o time chutou contra o gol adversário 67 vezes. Destas, 24 no alvo.

O índice é de 35%, ou seja, a cada três chutes um incomoda o goleiro adversário. Se não é a perfeição, o Palmeiras agora é a terceira equipe em índice de chutes ao gol por partidas, atrás do Atlético e do Grêmio.

O primeiro passo para melhorar o ataque e começar a corrigir a falta de criatividade que aflige a torcida desde o retorno da paralisação é criar mais contra adversários frágeis. Foi o caso contra o Bolívar. Não foi o caso contra o Ceará, porque este não podia ser considerado um jogo simples.

Guto Ferreira teve estratégia para bloquear o Palmeiras e, mesmo assim, Fernando Prass realizou cinco defesas importantes. O time de Luxemburgo mereceu vencer.

CORINTHIANS

O contra-ponto do sábado à noite foi o Corinthians, sem criatividade, mesmo chutando quatro vezes no alvo, o dobro do Bragantino. O jogo sem emoção arrastou-se depois do primeiro tempo de superioridade do Bragantino, com boas jogadas de Artur e Bruno Tubarão. O Corinthians até melhorou na segunda etapa, teve mais posse de bola, três finalizações certas nos 45 minutos finais, mas com uma lentidão assustadora.

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *