Chris Hemsworth, astro de “Thor”, chama atenção com corpo musculoso ao levantar peso

Chris Hemsworth arrancou suspiros de seus mais de 45 milhões de seguidores no Instagram, nesta sexta-feira (20). O ator, que interpreta Thor no cinema, compartilhou um clique seu sem camisa levantando peso, com seu corpo musculoso à mostra. Haja, força!

Em outubro, o artista, de 37 anos, que tem publicado uma série sobre meditação em seu Instragram, mostrando seus métodos e lugares favoritos, ,mostrou uma delas, em que se propõe a meditar debaixo d’água, o astro é interrompido pelo filho Sasha, de 6 anos.

Em seguida, ele tenta afastar o menino da piscina e, no vídeo, conta a principal dica para a meditação submersa: “Afastar suas distrações”. Chris também é pai da menina India, de 8 anos, e do garoto Tristan, de 6, irmão gêmeo de Sasha. As crianças são frutos do seu casamento com Elsa Pataky.

  • DA REDAÇÃO

Entenda por que o Palmeiras não pede adiamento de jogos mesmo com surto de Covid-19 no clube

O Palmeiras não cogitou pedir o adiamento da partida contra o Goiás, neste sábado, às 21h, fora de casa, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro, mesmo diante do desfalque de 17 jogadores do elenco infectados pelo coronavírus.

O clube vem sofrendo com o surto da Covid-19 nos últimos dias. Contra o Ceará, na última quarta-feira, pela Copa do Brasil, foram 15 desfalques por conta da doença. Mesmo assim, a diretoria não chegou a colocar pedidos de adiamento como possibilidade.

Isso porque o Palmeiras acredita que o protocolo que foi aprovado pelas equipes, junto com a CBF, deve ser seguido, até para ser algo justo para todos os participantes das competições. Pedir para adiar uma partida seria ir contra algo que o próprio clube topou antes do retorno do futebol.

Além disso, a diretoria quer manter a coerência nesse aspecto, já que foi firme na posição de entrar em campo contra o Flamengo, há cerca de dois meses, quando o adversário passava pela mesma situação e tinha poucos jogadores à disposição.

Tempestade de gelo deixa milhares de pessoas sem luz em Gelo

Uma forte tempestade de gelo e neve em Vladivostok, cidade localizada no extremo leste da Rússia, deixou cerca de 150 mil moradores sem luz e sem fornecimento de água desde quinta-feira (19). Por causa dos estragos, o governo local declarou estado de emergência.

Imagens mostram o tamanho da destruição causada pelos ventos e pelo acúmulo de neve. Árvores destruíram fiações elétricas e bloquearam estradas de Vladivostok.

As autoridades russas disseram, segundo a agência France Presse, que pode demorar dias até que a energia volte à cidade.

Gelo, neve e frio

As temperaturas em Vladivostok se mantiveram baixas durante a semana: na quinta-feira, a máxima ficou em 0°C e a mínima, em -4°C. As marcas, perto do ponto de congelamento, justificam a mistura de água congelada e neve que tomaram as ruas da cidade.

O chefe do serviço local de meteorologia, Boris Kubay, disse a agências de notícias que o fenômeno foi causado pelo encontro de duas tempestades simultâneas: uma carregando ar quente e outra carregando ar frio. Isso gerou rajadas que geraram uma onda de destruição.

Segundo Kubay, houve um acúmulo de gelo de pouco mais de 1 centímetro que não se via há 30 anos na região.

Localização de Vladivostok - MAPA — Foto: G1 Mundo

Localização de Vladivostok – MAPA — Foto: G1 Mundo

Tiroteio em shopping deixa feridos em Wisconsin, nos EUA

Um tiroteio em um shopping center em Wauwatosa, em Wisconsin, deixou feridos na tarde desta sexta-feira (20). Segundo o prefeito da cidade, que fica no condado de Milwaukee, Dennis McBride, nenhuma das oito vítimas corre risco de vida.

A pessoa responsável pelos tiros fugiu e está sendo procurada. Sua identidade não foi divulgada – sabe-se apenas que seria um homem branco, com idade entre os 20 e 30 anos – e o motivo do tiroteio ainda não é conhecido.

Sete adultos estão sendo atendidos no Froedtert Hospital e um adolescente foi levado ao hospital Children’s Wisconsin.

Os relatos de testemunhas que estavam no shopping dizem que os tiros foram disparados por volta das 15 horas (18 horas em Brasília). Um grande contingente de policiais foi enviado ao local e o FBI postou uma mensagem dizendo que seus agentes em Milwaukee estão colaborando no caso.

G1

Amiga diz que morte de mulher na porta de imobiliária foi ‘fatalidade’

Uma amiga da corretora de imóveis Susana Alves, de 59 anos, que morreu após a marquise da imobiliária em que trabalhava cair em cima dela em Praia Grande, no litoral paulista, afirma que ainda estão todos em choque com o que aconteceu. “O dono sempre cuidou e reformou o local. Foi realmente uma fatalidade”, destaca.

A mulher, que prefere não se identificar, afirma que trabalhava com a vítima há pelo menos dois anos. “Eu ainda estou desnorteada com o que aconteceu. É até difícil pensar que isso aconteceu com ela”, afirma.

De acordo com ela, Susana trabalhava há mais de 20 anos como corretora e já estava há alguns anos nesta imobiliária. “Ela era uma pessoa maravilhosa, alegre, de muita luz e querida por todos. Eu estava do lado de dentro quando tudo aconteceu e foi um susto na hora, um barulho bem alto. Um pedaço dos escombros caiu até em dois carros”, diz.

Susana morreu no local após marquise cair em cima dela em Praia Grande, SP — Foto: Reprodução/Facebook

Susana morreu no local após marquise cair em cima dela em Praia Grande, SP — Foto: Reprodução/Facebook

O acidente ocorreu na Avenida Nossa Senhora de Fátima, no bairro Vila Caiçara, por volta de 13h30 desta sexta-feira. A Prefeitura de Praia Grande informou que equipes da Guarda Civil Municipal e da Polícia Científica foram acionadas ao local, bem como fiscais da Secretaria de Urbanismo (Seurb), que verificaram que se trata de um estabelecimento regular.

Porém, segundo a administração municipal, o imóvel foi interditado para que as causas sejam apuradas pela perícia e pela Polícia Civil. Após a perícia, será necessária ainda a apresentação à Seurb de um Laudo e Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) para que o imóvel seja liberado ao funcionamento.

Marquise de imobiliária caiu e matou funcionária em Praia Grande, SP — Foto: Reprodução/Praia Grande Mil Grau

Marquise de imobiliária caiu e matou funcionária em Praia Grande, SP — Foto: Reprodução/Praia Grande Mil Grau

“A estrutura do local estava boa, o dono cuida muito bem do local e se preocupa bastante com os funcionários. A perda dela é muito triste, porque a considerava como uma mãe. Ela me ensinou muito e me orientava em tudo. É muito dolorido”, lamenta a amiga da vítima.

O caso foi encaminhado para o 2º Distrito Policial de Praia Grande, onde seguirá sob a investigação da equipe policial.

Marquise de imobiliária caiu e matou funcionária em Praia Grande, SP — Foto: Reprodução/Praia Grande Mil Grau

Marquise de imobiliária caiu e matou funcionária em Praia Grande, SP — Foto: Reprodução/Praia Grande Mil Grau

Por G1 Santos

Análise: Bragantino deslancha no ataque e vence Bahia com autoridade no Nabizão

Em 20 minutos de jogo, o Red Bull Bragantino já vencia o Bahia por 3 a 0 na noite da última sexta-feira, 20, no Nabi Abi Chedid, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. Superior do início ao fim, o Massa Bruta ainda fez mais um gol no segundo tempo e decretou a goleada por 4 a 0.

A vitória com placar elástico marca, provavelmente, a melhor atuação da equipe no Brasileirão até aqui. Além de ter deslanchado no ataque, algo que o time vinha tendo dificuldades nos últimos jogos, em que pecava nas finalizações, a forma como o time se portou em campo merece aplausos.

Comemoração do Bragantino em gol de Ytalo — Foto: Ari Ferreira/Red Bull Bragantino

Comemoração do Bragantino em gol de Ytalo — Foto: Ari Ferreira/Red Bull Bragantino

Análise: frágil e previsível, Cruzeiro revive erros antigos, e luta contra Z-4 vira pesadelo sem fim

O Cruzeiro saiu de campo mais uma vez sem vencer nesta Série B. Foi assim em 14 dos 22 jogos que fez na competição. Os erros apresentados no empate por 1 a 1 com o Figueirense, em pleno Mineirão, lembraram muito aqueles que assombravam o time sob comando de Enderson Moreira e Ney Franco. O futebol ruim justifica o fato de o G-4 da Série B (12 pontos) nunca estar mais perto do que o Z-4 (cinco pontos) para o Cruzeiro.

Os dois antecessores de Felipão chegaram com discurso de marcação alta e proposição de jogo. Falharam. E o Cruzeiro da noite dessa sexta-feira, também. O time foi previsível para atacar e, quando foi atacado, demonstrou fragilidades que não apareciam antes da partida contra o Guarani, na rodada passada.

Scolari surpreendeu ao usar Régis aberto, colocando Sobis como segundo atacante. Uma companhia para Marcelo Moreno que, apesar de estar longe de viver seus áureos tempos, sofre com a falta de produção da equipe. A bola chega pouco. Foram apenas nove finalizações. Assim como o gol, as únicas outras bolas que despertaram atenção de Sidão foram em chutes de fora, com Régis e Jadsom Silva, no segundo tempo.

Setor de criação do Cruzeiro vai mal outra vez — Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

Setor de criação do Cruzeiro vai mal outra vez — Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

E essa dificuldade para criar começa lá atrás, quando a bola está com Fábio e os zagueiros. A dificuldade de fazer a transição da linha defensiva para o ataque é nítida. Aliás, um homem que fizesse essa função era um pedido do treinador. Mas não foi atendido. Zagueiros e laterais trocam passes sem ter opções e, diante da ausência de movimentação dos volantes e dos homens de frente, a marcação alta do adversário se torna fácil de ser encaixada.

Marcação pressão, esta, que não funcionou para o Cruzeiro. Moreno, Sobis, Airton e Régis tentavam evitar a troca de passes entre zagueiros e laterais, mas os volantes Matheus Neris e Patrick recebiam quase sempre em liberdade para iniciarem a criação e ainda aparecerem como opções ofensivas. O Cruzeiro, ali, perdia três – ou até quatro – jogadores para ajudar na marcação, em função de uma primeira linha defensiva mal feita.

E é exatamente esse erro lá na frente que sobrecarrega os volantes, os laterais e os zagueiros do Cruzeiro. O espaço entre as linhas, causado pela falta de compactação, de marcação em blocos, gerou conforto aos jogadores do Figueirense que, se tivessem em noite mais inspirada, teriam resolvido o jogo, principalmente no primeiro tempo. Esse mesmo problema foi apresentado contra o próprio Figueira, no turno (com Enderson Moreira), em duelo vencido pela Raposa em função do talento individual de Mauricio.

Não à toa, Léo Arthur e Patrick, pelo Figueirense, e Bruno Silva, Lucas Crispim e Murilo Rangel, pelo Guarani, foram destaques contra o Cruzeiro. O time tem, desde o início do ano, muitas dificuldades para ganhar o meio-campo. Vinha melhorando com Felipão, mas caiu nesses dois últimos jogos e, por isso, deve agradecer pelos dois pontos somados e valorizar o poder de reação. Pelo que mostrou nas duas partidas como mandante, saiu no lucro.

Scolari reconheceu isso em ambas as oportunidades. É preciso destacar, inclusive, que com ele há, em todos os aspectos, uma visão bem mais realista dos fatos. E uma realidade a ser encarada até terça-feira é de que esse setor de criação, da maneira como vem jogando, parece incapaz de furar a defesa da Chapecoense, vazada apenas seis vezes em 22 partidas.

Por Guilherme Macedo — de Belo Horizonte

‘Triste e indignado’,Abílio Diniz, um dos donos do Carrefour, se pronuncia: foi uma ‘enorme brutalidade’

Abílio Diniz, o terceiro maior acionista do Carrefour global (dono de 10% das ações com direito a voto) e integrante do conselho de administração da empresa na França, acaba de se pronunciar sobre o assasinato de João Alberto Freitas ocorrido ontem dentro de uma filial do Carrefour em Porto Alegre.

Em quatro tuítes que acaba de postar, Abílio se disse “profundamente triste e indignado”:

—  O que aconteceu em Porto Alegre ontem foi terrível e me deixou profundamente triste e indignado. Minha solidariedade e orações à família de João Alberto Silveira Freitas. Sua morte é uma tragédia e uma enorme brutalidade. O racismo é execrável e inaceitável e devemos combatê-lo sempre, com toda a força. Dezenas de milhões de brasileiros enfrentam diariamente agressões e enormes dificuldades por conta do racismo, e nosso país não vai avançar de verdade sem que isso seja endereçado de forma efetiva.Como acionista e conselheiro do Carrefour, pedi à empresa que não meça esforços e trabalhe incansavelmente para que fatos trágicos como este jamais se repitam no Brasil. E mais, que o Carrefour se organize para ser um agente transformador na luta contra o racismo estrutural no Brasil e no mundo.

Alexandre Bompard, presidente e um dos donos do Carrefour na França, também se pronunciou via Twitter:

— Em primeiro lugar, gostaria de expressar meus profundos sentimentos, após a morte do senhor João Alberto Silveira Freitas. As imagens postadas nas redes sociais são insuportáveis. Eu pedi para as equipes do Grupo Carrefour Brasil total colaboração com a Justiça e autoridades para que esse os fatos deste ato horrível sejam trazidos à luz. Medidas internas foram imediatamente tomadas pelo Grupo Carrefour Brasil, principalmente em relação à empresa de segurança contratada. Essas medidas são insuficientes. Meus valores e os valores do Carrefour não compactuam com racismo e violência. Espero que o Grupo Carrefour Brasil se comprometa, além das políticas já implantadas pela empresa.

O Globo/ Lauro Jardim

Em dia de protesto contra morte de homem negro, Bolsonaro diz que Brasil tem questões mais complexas do que problemas raciais

RIO – No dia em que o Brasil lamentou a morte de João Alberto Silveira Freitas, 40 anos, homem negro espancado e asfixiado fatalmente na noite de quinta-feira (19) em uma unidade do Carrefour em Porto Alegre (RS) por dois seguranças brancos, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) foi ao Twitter para fazer uma série de sete posts nos quais defende a ideia de que o país tem questões mais complexas do que os problemas raciais.

“Estamos longe de ser perfeitos. Temos, sim, os nossos problemas, problemas esses muito mais complexos e que vão além de questões raciais. O grande mal do país continua sendo a corrução moral, política e econômica. Os que negam este fato ajudam a perpetuá-lo.”, escreveu o presidente. Em nenhuma das mensagens, Bolsonaro menciona o crime em Porto Alegre.

“Como homem e como Presidente, sou daltônico: todos têm a mesma cor. Não existe uma cor de pele melhor do que as outras. Existem homens bons e homens maus”, acrescentou o presidente.

Durante todo o dia, notou-se o silêncio do presidente sobre a morte de João Alberto. O vice-presidente Hamilton Mourão chegou a dizer que não havia racismo no caso, pois, no seu entender, não existe racismo no Brasil.

Foi uma voz dissonante: entre os membros dos Três Poderes, o tom foi de condenação pela violência praticada em Porto Alegre e pela necessidade do combate ao racismo estrutual na sociedade brasileira.

DE TAI CHI CHUAN A ZUMBA, PREFEITURA OFERECE OFICINAS PARA TODAS AS IDADES NA PRAÇA DO PEIXE

A Prefeitura de Campo Grande, por meio da Fundação Municipal de Esportes (Funesp, retoma as oficinas esportivas na Praça do Peixe, com atividades de Tai Chi Chuan, Pilates, Zumba, Funcional e Ritmos. Seguindo medidas de biossegurança com o distanciamento social, a população aprovou a organização.

Sentindo falta da “energia das aulas”, Maria Luiza Aguilera, 54 anos, aposentada, agradece o retorno. “Com as oficinas meus dias são preenchidos com muita energia boa, gente feliz e isso me deixa mais feliz e viva”, disse Maria, que também participava das lives durante a quarentena. “Eu já fazia exercícios na Praça Itanhangá, e com a pandemia conheci outros professores e atividades, e hoje me cerco de atividade esportiva para minha saúde física e mental”.

Mesmo tendo que coordenar as aulas e orientar a turma a manter o distanciamento social, Franciane Perez, uma das professoras das oficinas na Praça do Peixe, disse a população entende e ajuda a manter a biossegurança. “Tivemos que nos adaptar, nós e eles. Agora, além da garrafa de água, cada um carrega seu álcool em gel, mas a animação é a mesma, e agora vamos correr atrás do prejuízo de quem ganhou alguns quilos”, comentou ela.

Para quem ainda não se sente confortável para voltar aos parques, a Prefeitura de Campo Grande manteve as videoaulas. São publicadas orientações de exercícios no canal do Youtube (www.youtube.com/funespcg) todas as segundas, quartas e sextas-feiras. “Pensamos no projeto ‘Movimenta CG em Casa’ de forma pontual e em virtude da pandemia, porém, observamos os resultados e um número significativo de visualizações. Com isso, decidimos manter essa aula virtual, sempre oferecendo mais opções e facilidades para que a população se exercite e tenha cada vez mais qualidade de vida”, avaliou Rodrigo Terra, diretor-presidente da Funesp.

Programação da Praça do Peixe:

Agente Social: Priscila Roberta
Segunda, Quarta e Sexta
6:30 Tai Chi Chuan
7:30 Pilates
16h Tai Chi Chuan
17h Pilates
18h Zumba

Agente Social: Franciane Pérez
Terça e Quinta
17h Funcional
18h Ritmos
19h Funcional

Confira os locais onde as oficinas acontecem:

  • Praça Paulo Coelho Machado (Associação de Moradores)
  • Centro Comunitário Campo Nobre
  • Projeto Coruja
  • Praça do Bairro Pioneiros
  • Praça do Parati
  • Praça Mario José Mendonça (Praça Jockey Club)
  • 1º Grupamento Bombeiros
  • ACIESP – Associação de Capacitação de Economia Solidária do Povo
  • Centro Social Madre Maria Hubert
  • Associação de Moradores do Jardim Bonança
  • Praça Brasilina de Aguiar (Associação de Moradores do Caiçara)
  • Associação de Moradores do Parque Residencial União I e II
  • Praça Bonança
  • Praça Angel Antônio Cáceres
  • ACA – Associação dos Amigos da Criança e do Adolescente
  • Associação de Moradores do Conjunto Habitacional Mata do Jacinto
  • Associação de Moradores do Conjunto Estrela do Sul
  • Praça Prof. José Barbosa Rodrigues – Estrela do Sul
  • Praça da Vila Margarida
  • SEGES – Secretaria Municipal de Gestão
  • Praça Itanhangá
  • Mirante do Aeroporto
  • Praça do Jardim Carioca
  • Praça Recanto dos Pássaros
  • Praça Ramão de Souza Gomes (Praça do Zé Pereira)
  • Jardim Petrópolis (Clube de Mães)
  • Praça das Begônias
  • UVEMB – MS – União dos Veteranos da Marinha do Brasil – MS
  • Campo Futebol SISEP
  • Praça do Peixe
  • Lagoa Itatiaia
  • Praça dos Amigos Vaguinho e Dalila
  • AMAPE – Associação de Moradores Mª Aparecida Pedrossian
  • Centro Comunitário Recanto dos Rouxinóis (Associação de Moradores)
  • Associação de Moradores José Abrão
  • Associação de Moradores da Coophasul
  • Distrito de Anhanduí