Deputado maori é expulso de parlamento na Nova Zelândia após dançar haka

Um deputado indígena da Nova Zelândia foi expulso da câmara de debates do Parlamento na quarta-feira (12) por dançar uma haka Maori em protesto contra o que ele disse serem argumentos racistas.

O protesto de Rawiri Waititi aconteceu após um debate contínuo entre os legisladores sobre os planos do governo de criar uma nova Autoridade de Saúde Maori, como parte das mudanças radicais no sistema de saúde.

Alguns legisladores conservadores disseram que o plano é separatista. Waititi, o co-líder do Partido Maori, disse que esses argumentos são uma retórica racista.

Waititi disse aos parlamentares presentes na câmara que foi forçado a ouvir uma “enxurrada constante de insultos” dirigida aos povos indígenas.

Se esse tipo de atitude fosse aceitável, disse ele, “então considero esta Casa em descrédito”.

O orador Trevor Mallard então disse a Waititi para se sentar, mas em vez disso ele executou a haka, uma dança tradicional ou desafio acompanhado por um canto.

“Ordem. O membro agora vai deixar a câmara”, disse Mallard a Waititi, o que ele fez junto com a outra co-líder de seu partido, Debbie Ngarewa-Packer.

‘Laço colonial’

Esta não é a primeira vez que Waititi entra em confronto com Mallard. Em fevereiro, ele venceu uma batalha contra o uso de gravata no Parlamento, encerrando uma antiga exigência de vestimenta para os homens que ele descreveu como um “laço colonial”.

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *