EUA anunciam doação de 500 milhões de doses da Pfizer para países pobres; Brasil fica de fora

O governo dos Estados Unidos assinou um acordo com a farmacêutica Pfizer para fornecer 500 milhões de doses de vacina contra a Covid-19 para 92 países pobres até junho de 2022. A Casa Branca faz o anúncio em comunicado divulgado nesta quinta-feira (10).

Os imunizantes serão entregues por meio da aliança Covax Facility, da Organização Mundial da Saúde (OMS), para países de baixa renda e de renda “médio-baixa”, como Afeganistão, Angola e Síria, segundo o consórcio. Eles receberão as doses até o próximo ano.

Brasil ficou de fora desta distribuição porque, apesar de fazer parte da Covax, é considerado um país que pode comprar suas próprias vacinas. Ao lado do Brasil estão cerca de 80 países, como Argentina, Canadá e Reino Unido.

O presidente americano Joe Biden disse em entrevista coletiva que parte das vacinas já começarão a ser despachadas ainda em agosto deste ano “assim que saírem da linha de produção”.

“Os EUA estão fornecendo esse meio bilhão de doses, sem compromisso”, afirmou o democrata. “Nossas doações de vacinas não incluem pressão por favores ou concessões em potencial. Estamos fazendo isso para salvar vidas.”

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *