Mavericks batem os Nets, que chegam à quarta derrota seguida

O Dallas Mavericks conquistou mais uma vitória crucial, nesta quinta-feira, na briga por uma das seis vagas diretas aos playoffs da Conferência Oeste. O Brooklyn Nets lutou bravamente, mas caiu por 113 a 109, fora de casa, apesar dos 45 pontos do armador Kyrie Irving. A batalha teve 19 mudanças de liderança e 11 ocasiões em que os times estiveram empatados nos 48 minutos. No fim, o triunfo da equipe texana foi o oitavo nos últimos dez jogos, numa bela arrancada na reta final da temporada regular.

James Harden, que esteve fora mais uma vez, acredita que pode retornar antes dos playoffs. Ele será peça-chave na luta pela primeira colocação do Leste, que tem escapado das mãos do time nova-iorquino. É a quarta derrota consecutiva, e Philadelphia 76ers e Milwaukee Bucks têm contado com todas as suas estrelas nestes momentos decisivos.

Campanhas

Mavericks
38-28, em 5º no Oeste

Nets
43-24, em 2º no Leste

Destaques

Mavericks
Luka Doncic (24 pontos, 10 rebotes e 8 assistências)
Tim Hardaway Jr. (23 pontos e 6 rebotes)

Nets
Kevin Durant (20 pontos e 9 rebotes)
Kyrie Irving (45 pontos e 4 roubos de bola)

Doncic leva a melhor sobre Irving — Foto: Glenn James/NBAE

Doncic leva a melhor sobre Irving — Foto: Glenn James/NBAE

Assistências
Mavericks 23
Nets 18

Aproveitamento da linha de três
Mavericks 15/34 (44,1%)
Nets 13/37 (35,1%)

Principais desfalques

Mavericks
Kristaps Porzingis (joelho)
Maxi Kleber (calcanhar direito)

Nets
James Harden (coxa)

O jogo

Com início equilibrado e troca de cestas de Irving e Hardaway, os Mavs conseguiram manter vantagem residual no primeiro quarto. Chegou a 10, mas fechou em cinco (37 a 32).

Depois de 13 mudanças de liderança e sete empates, os times foram para o intervalo com 25 pontos de Irving e 19 de Doncic (Dallas 63 a 62).

O terceiro quarto continuou uma batalha ponto a ponto. O melhor aproveitamento de arremessos e a diferença de pontos no garrafão fizeram o Brooklyn ir para a última parcial na frente (83 a 82).

Uma sequência de bolas de três de Tim Hardaway e ataques à cesta ao estilo Luka Doncic decretou a vitória nos minutos finais.

Números e curiosidades

Os Mavericks ganharam os dois confrontos nesta temporada. O primeiro aconteceu no dia 27 de fevereiro, vitória por 115 a 98. Os Nets jogaram sem Durant e Irving, mas com James Harden.

Luka Doncic é o único jogador da NBA a estar entre os cinco melhores em médias de pontos e de assistências nesta temporada.

Drone interrompe clássico de Rosário, jogador do Newell´s destrói aparelho e gera memes

O clássico argentino de Rosario entre Newell´s Old Boys e Rosario Central, no último domingo, ficou parado alguns minutos após a invasão de um drone no gramado.

O aparelho era controlado por torcedores do Rosario Central, time mandante, do lado de fora do estádio Gigante de Arroyito e contava com uma faixa provocando o Newell´s, time que revelou Lionel Messi para o futebol.

Logo após a queda do drone, que aconteceu no começo do dérbi, Lucas Gamba, jogador do Rosario, pegou o aparelho e colocou do lado de fora. No entanto, o volante Pablo Pérez, revoltado, foi lá, deu um pisão no drone e ainda atirou a bola no pobre do artefato (assista abaixo).

Os jogadores de ambos os times ficaram um tanto perplexos com a atitude, rolou um princípio de discussão, mas o jogo seguiu normalmente e o Rosário venceu por 3 a 0.

Na internet, muitos memes tiraram sarro da situação.

Mbappé ainda manca, mas viaja com PSG para enfrentar Manchester City

Está entre os convocados, mas não é certa sua escalação, ainda mais de início. O atacante francês Mbappé viajou na manhã desta segunda-feira com a delegação do PSG que enfrenta o Manchester City, na terça, no jogo de volta das semifinais da Liga dos Campeões, a partir de 16h (de Brasília) – o ge acompanha o confronto em Tempo Real. Em vídeo publicado pelo jornal Le Parisien, o craque aparece mancando ainda no embarque da França rumo à Inglaterra.

Uma lesão na panturrilha direita impediu Mbappé de participar da vitória do PSG sobre o Lens por 2 a 1, no sábado passado, pelo Campeonato Francês. Se não puder jogar, o técnico Maurício Pochettino tem duas opções ofensivas imediatas para formar o ataque com Neymar e Di María: os italianos Icardi e Kean.

Por Redação do ge — Paris, França

Armador da universidade de Kentucky morre em acidente de carro aos 19 anos em Los Angeles

O basquete universitário dos Estados Unidos está de luto. O armador Terrence Clarke, da universidade de Kentucky, faleceu na quinta-feira em Los Angeles vítima de um acidente quando retornava de uma sessão treinos. Aos 19 anos, o jogador era uma das boas apostas para as escolhas do próximo Draft da NBA.

Segundo informações da polícia local, Clarke estava conduzindo seu carro em alta velocidade, avançou um sinal vermelho, bateu em um outro veículo, perdeu a direção e se chocou fortemente contra um poste. A imprensa americana divulgou que outro jogador de Kentuky, o também armador BJ Boston (igualmente declarado para o Draft), estaria vindo logo atrás, porém ainda não havia informações sobre seu envolvimento no acidente.

O basquete universitário americano perdeu o talento de Terrence Clarke   — Foto: Getty Image

O basquete universitário americano perdeu o talento de Terrence Clarke — Foto: Getty Image

Terrence Clarke era uma das principais promessas e destaque do Kentucky Wildcats. Na última temporada, no entanto, sofreu uma lesão no pé esquerdo e ficou fora de 17 partidas., mas deixou registrado seu recorde de 22 assistências na derrota para o Georgia Tech Yellow Jackets.

Por Redação do ge — Los Angeles, EUA

Irving decide, Nets batem os Pelicans e continuam na cola do líder do Leste

Em duelo equilibrado em Nova Orleans, o Brooklyn Nets bateu os Pelicans por 134 a 129 e continua na cola do Philadelphia 76ers pelo primeiro lugar da Conferência Leste da NBA. Kyrie Irving, de um lado, e Zion Williamson, do outro, fizeram um duelo de estilos. Melhor para o mais experiente, que não teve os companheiros James Harden e Kevin Durant ao lado, por conta de lesões. O armador decidiu a partida com 15 pontos no último quarto.

  • Destaques: Zion Williamson (33 pontos e 7 rebotes) e Brandon Ingram (27 pontos) pelos Pelicans; Kyrie Irving (32 pontos e 8 assistências) e Joe Harris (24 pontos) pelos Nets
  • Os Pelicans começaram melhor o duelo e chegaram a abrir 13 pontos no primeiro quarto. No segundo, porém, Brooklyn entrou no jogo e diminuiu a diferença. O time da casa foi para o intervalo com vantagem de dois (59 a 57) graças, especialmente, aos pontos no garrafão (32 a 22).
  • No terceiro quarto, os Nets equilibraram o jogo na área pintada, apesar da sequência de pontos de Zion Williamson. A franquia de Nova York virou e abriu 12 pontos, mas New Orleans reagiu. Foi para a última parcial com desvantagem mínima.
  • Trocando cestas até o fim, os times chegaram ao minuto final em duelo de faltas e lances livres. Melhor para os Nets.
  • Foi a quarta derrota seguida de New Orleans. As duas últimas haviam acontecido na prorrogação.
  • James Harden completou o sétimo jogo fora e não tem previsão de retorno. Kevin Durant também não atuou. Ambos se recuperam de lesão na coxa.
  • O trio de estrelas Harden, Durant e Irving só atuou sete jogos juntos até agora.
  • Lonzo Ball fez sua terceira partida após retornar de lesão no quadril. Ele anotou 15 pontos em 25 minutos.
  • O Brooklyn Nets é o segundo melhor ataque em média de pontos, mas a sexta pior defesa da NBA.
  • Restam 14 jogos para cada time na temporada regular. Os Pelicans estão quatro atrás do San Antonio Spurs, 10º lugar, e têm poucas chances de chegar ao play-in no Oeste.

Campanhas
Pelicans: 25-33, em 11º no Oeste
Nets: 39-19, em 2º no Leste

Knicks batem os Hornets na sétima vitória seguida

No Madison Square Garden, o New York Knicks manteve a ótima sequência e bateu o Charlotte Hornets por 109 a 97. A franquia nova-iorquina ultrapassou o Boston Celtics e agora está na quinta colocação do Leste. Destaque para R.J. Barrett, cestinha com 24 pontos, sendo 18 no terceiro quarto. Julius Randle anotou 16 pontos, 10 rebotes e 7 assistências. Pelos Hornets, que não contaram com Gordon Hayward e LaMelo Ball, o armador Terry Rozier marcou 21 pontos.

Campanhas
Knicks: 32-27, em 5º do Leste
Hornets: 28-29, em 8º do Leste

Lou Williams mostra serviço, e Atlanta bate o Magic

O armador Lou Williams retornou a Atlanta, sua cidade natal, no último dia de trocas da NBA, vindo do Los Angeles Clippers em uma negociação surpreendente por Rajon Rondo. Nesta terça-feira, ele mostrou o motivo. Jogando em casa, os Hawks venceram o Orlando Magic por 112 a 96, em partida resolvida no segundo quarto, e completaram cinco vitórias nos últimos seis duelos. Williams anotou 22 pontos e foi acompanhado por Trae Young, com 25. Clint Capela e John Collins tiveram grande noite na defesa, com 19 e 15 rebotes, respectivamente. Em reconstrução, o Magic teve Cole Anthony e Wendell Carter Jr. como cestinhas, com 17 pontos cada.

Campanhas
Hawks: 32-26, em 4º no Leste
Magic: 18-40, em 14º no Leste

NBA

Junior Barranquilla vence Bolívar e se classifica para grupo do Fluminense na Libertadores

O Fluminense já sabe quem será o último clube presente em seu grupo na Libertadores. Trata-se do Junior Barranquilla, da Colômbia, classificado após vencer o Bolívar por 3 a 0, nesta quinta-feira, pelo jogo de volta da 3ª fase da fase pré. Com isso, o Grupo D da competição será formado por Fluminense, River Plate, Santa Fe e Junior Barranquilla.

Antes, o Junior havia eliminado o Caracas, da Venezuela, ainda na segunda fase da competição. Eliminado, Bolívar entra no grupo do Ceará na Copa Sul-Americana, que também conta com Jorge Wilstermann-BOL e Arsenal de Sarandí-ARG. Pelo regulamento da Conmebol, apenas uma equipe avança.

O Junior dependia de um resultado simples para garantir a classificação. No primeiro confronto, em La Paz, na Bolívia, o Bolívar venceu por 2 a 1. Leonardo Ramos, um dos artilheiros da competição até aqui com três gols, e Bejarano marcaram para os mandantes, e Mera fez o dos colombianos. Na volta, em Barranquilla, valeu a força dos colombianos.

Junior Barranquilla vence Bolívar e se classifica para grupo do Fluminense na Libertadores Foto: JUAN BARRETO / AFP
Junior Barranquilla vence Bolívar e se classifica para grupo do Fluminense na Libertadores Foto: JUAN BARRETO / AFP

A classificação do Junior foi construída logo aos 12 minutos do primeiro tempo. O centroavante Miguel Borja, ex-Palmeiras, aproveitou o cruzamento de Hinestroza vindo da direita — e a bela colaboração da defesa do Bolívar que falharam no lance — para cabecear e abrir o placar.

As coisas ficaram ainda mais tranquilas quando Leonardo Ramos, do Bolívar, foi expulso. Caminho aberto para o Junior que marcou o segundo já na etapa final. Jhon Pajoy, que entrou no segundo tempo, bateu com categoria para ampliar o marcador.

No fim, os bolivianos ainda tentaram o empate para levar para os pênaltis, mas ao se lançar todos para o ataque, deixaram o contra-ataque livre para Hinestroza marcar o terceira e classificar os colombianos.

Junior Barranquilla vence Bolívar e se classifica para grupo do Fluminense na Libertadores Foto: JUAN BARRETO / AFP
Junior Barranquilla vence Bolívar e se classifica para grupo do Fluminense na Libertadores Foto: JUAN BARRETO / AFP

Ao todo, eram quatro vagas em disputa na fase prévia da competição continental. Santos, Atlético Nacional e Independiente del Valle já havia garantido a vaga anteriormentes, com o Junior Barranquilla completando a lista de classificados.

Tabela do Fluminense na Libertadores:

  • 22/4 – Fluminense x River Plate-ARG (19h)
  • 28/4 – Santa Fe-COL x Fluminense (21h)
  • 06/5 – Junior Barranquilla-COL x Fluminense (19h)
  • 12/5 – Fluminense x Santa Fe-COL (21h)
  • 18/5 – Fluminense x Bolívar-BOL x Junior Barranquilla-COL (21h30)
  • 25/5 – River Plate-ARG x Fluminense (19h15)

Tabela do Ceará na Sul-Americana:

  • 21/4 — Ceará x J. Wilstermann-BOL
  • 28/4 — Arsenal-ARG x Ceará
  • 05/5 — Bolívar x Ceará
  • 12/5 — Ceará x Arsenal-ARG
  • 19/5 — Ceará x Bolívar
  • 26/5 — J. Wilstermann-BOL x Ceará

Marcello Neves/ O Globo

Palmeiras x Defensa y Justicia: veja escalações, desfalques e arbitragem

Palmeiras e Defensa y Justicia decidem nesta quarta-feira o primeiro título em competições organizadas pela Conmebol na temporada de 2021. Às 21h30, no estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF), brasileiros e argentinos jogam pela conquista da Recopa Sul-Americana – clique aqui para acompanhar em Tempo Real no ge.

No confronto de ida, o Verdão venceu em Buenos Aires por 2 a 1. O resultado dá aos palmeirenses a vantagem de poder empatar para serem campeões. O Defensa y Justicia precisa vencer por um gol de diferença para levar a final para a prorrogação – o duelo será decidido nos pênaltis se não houver vencedor no tempo extra – ou por dois ou mais gols de diferença para garantir o título nos 90 minutos. Não há saldo qualificado.

O Palmeiras tenta sua primeira conquista na temporada de 2021. Atual campeão da Libertadores e da Copa do Brasil, o time de Abel Ferreira ficou com o vice da Supercopa, no último domingo, contra o Flamengo. Uma novidade pode ser o retorno do atacante Luiz Adriano, reintegrado depois de se recuperar da Covid-19.

O Defensa y Justicia, que será rival do Verdão também na fase de grupos da Libertadores 2021, busca a segunda conquista expressiva de sua história. Para sonhar com o título, o time de Sebastian Beccacece, que teve boa pressão ofensiva no início do jogo de ida, terá de furar a defesa palmeirense.

Tempo Real: o ge acompanha os lances. CLIQUE AQUI para seguir.

Palmeiras – técnico: Abel Ferreira

Em relação ao time que venceu o Defensa y Justicia na semana passada, o Palmeiras pode ter duas novidades. O atacante Luiz Adriano se recuperou da Covid-19 e foi reintegrado ao grupo em Brasília. O meio-campista Gabriel Menino, recuperado de uma lesão no tornozelo, voltou ao time contra o Flamengo e é mais uma opção para o meio de campo.

Escalação provável: Weverton; Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gómez e Matías Viña; Felipe Melo, Danilo (Gabriel Menino) e Raphael Veiga; Wesley, Rony e Luiz Adriano.

Quem está fora: Lucas Lima (lesão na coxa).

Provável escalação do Palmeiras contra o Defensa y Justicia — Foto: ge

Provável escalação do Palmeiras contra o Defensa y Justicia — Foto: ge

Defensa y Justicia – técnico: Sebastian Beccacece

Em desvantagem, o Defensa y Justicia terá de buscar o ataque em Brasília para tentar surpreender o Palmeiras e ficar com o título. A atuação dos argentinos no jogo de ida foi elogiada pelos alviverdes, que precisarão de atenção com o sistema defensivo.

Os principais destaques da equipe são os atacantes Braian Romero e Walter Bou – a dupla foi responsável pela jogada do gol da equipe no confronto de ida.

Escalação provável: Unsain, Rodríguez, Frías, Meza e Benítez; Raúl Loaiza e Enzo Fernández; Pizzini , Isnaldo e Braian Romero; Walter Bou.

Quem está fora: ninguém.

Provável escalação do Defensa y Justicia contra o Palmeiras — Foto: ge

Provável escalação do Defensa y Justicia contra o Palmeiras — Foto: ge

  • Árbitro: Leodan Gonzalez (Uruguai)
  • Auxiliar 1: Nicolas Taran (Uruguai)
  • Auxiliar 2: Richard Trinidad (Uruguai)
  • Quarto árbitro: Andres Matonte (Uruguai)
  • Árbitro de vídeo: Julio Bascuñan (Chile)

A segunda final da Recopa será transmitida pela Conmebol TV.

Santos se classifica, mas precisa tirar lições de susto em empate com o San Lorenzo

Santos empatou por 2 a 2 com o San Lorenzo na noite desta terça-feira, em Brasília, e avançou à fase de grupos da Libertadores. E, no fim das contas, talvez seja isso o que mais importe para o torcedor, mas o Peixe precisa tirar lições da partida no Mané Garrincha.

Depois de ter vencido por 3 a 1 na Argentina, o Santos podia até perder por 2 a 0 que se classificaria para a fase seguinte da Libertadores. Um desavisado pode se perguntar: “Mas se a vantagem era tão grande e o jogo terminou 2 a 2, o que teve de ruim?”.

A começar pela escalação. O técnico Ariel Holan explicou em entrevista coletiva que optou por Pará na lateral esquerda e Felipe Jonatan como volante, com Madson na direita, porque o volante Ivonei está voltando de uma lesão na coxa e com a formação utilizada aumentaria a estatura de seu time.

Na prática, porém, não deu certo. Com Ivonei, mesmo que sem aguentar os 90 minutos, Jean Mota ou até Kevin Malthus no banco, Ariel Holan não precisaria ter improvisado. Ou poderia, de repente, ter apenas colocado Pará ou Madson no meio, improvisando apenas em um setor, não em dois.

Em campo, o Santos não pareceu estar tão encaixado quanto em partidas recentes ou até como no jogo de ida contra o San Lorenzo. Muito, também, por uma noite ruim individualmente de peças importantes: Soteldo, pela esquerda, segurou demais a bola quase sempre, enquanto Marinho não apareceu tanto pela direita.

Soteldo teve atuação apenas discreta contra o San Lorenzo — Foto: Staff Images / CONMEBOL

Soteldo teve atuação apenas discreta contra o San Lorenzo — Foto: Staff Images / CONMEBOL

Mesmo sem o tal encaixe, o Santos conseguiu ser melhor que o San Lorenzo e abrir 2 a 0. A classificação, inclusive, parecia muito tranquila e, como já dito, talvez seja isso o que realmente importe para a maioria dos torcedores.

O desempenho, porém, caiu – e muito – no segundo tempo. As alterações não surtiram efeito; aliás, surtiram um efeito negativo. Jean Mota entrou no lugar de Pirani, Lucas Braga no de Marinho, Luiz Felipe no de Madson, Kaio Jorge no de Marcos Leonardo e Copete no de Soteldo.

O Santos levou o empate e poderia ter sofrido ainda mais se não fossem as belas defesas do goleiro João Paulo.

Ofensivamente, o Santos parecia ter perdido ainda mais do pouco encaixe que teve no primeiro tempo. Desperdiçou contra-ataques, não conseguiu segurar a bola no campo ofensivo e errou diversas transições entre os setores.

Esta análise, vale destacar, não tem nenhum intuito de “detonar” o bom trabalho de Ariel Holan no Santos. É possível dizer, entretanto, que as escolhas do treinador contra o San Lorenzo não foram as melhores, sem minimizar tudo de bom que ele tem feito até então. E os jogadores, é claro, têm sua parcela de culpa nos sustos.

A noite em Brasília, porém, reservou espaço, também, para grandes atuações de Gabriel Pirani (tem sido rotina), João Paulo e Marcos Leonardo. O trio foi o melhor do Santos durante toda a partida contra o San Lorenzo e merece o destaque.

Agora, o Santos tem pouco tempo até a partida de sexta-feira, contra a Ponte Preta, pelo Campeonato Paulista, e para absorver todos os erros cometidos diante do San Lorenzo.

Por Bruno Giufrida — São Paulo

Marvin Vettori domina Kevin Holland na luta principal do UFC

Passou longe de ser empolgante, mas Marvin Vettori fez o dever de casa e venceu Kevin Holland por decisão unânime (triplo 50-44) na luta principal do UFC: Vettori x Holland, neste sábado, em Las Vegas (EUA), pelo peso-médio (até 84kg). O italiano usou seu jogo de quedas para “amarrar” o americano e engatou o quarto resultado positivo seguido, enquanto impôs a segunda derrota consecutiva ao adversário.

Marvin Vettori venceu Kevin Holland por decisão unânime — Foto: Getty Images

Marvin Vettori venceu Kevin Holland por decisão unânime — Foto: Getty Images

A luta

Enquanto manteve a luta em pé, Holland levava vantagem na trocação no primeiro round, mas o italiano foi inteligente, conseguiu usar o clinche e derrubar para jogar por cima. O americano respondeu com uma raspagem e os dois se levantaram antes do fim do assalto. No segundo, Vettori levou para o chão rapidamente e trabalhou golpes curtos, sem dar muito espaço para o rival.

O cenário se repetiu no terceiro round, com Holland claramente exausto. Por cima, Vettori conseguiu a montada, foi para o kata-gatame, mas perdeu a posição. O italiano seguiu controlando o rival até os últimos segundos, quando o americano reagiu com uma combinação de golpes duros. Holland voltou agressivo para o quarto assalto, mas acabou colocado com as costas no chão novamente e ficou por lá. Nos cinco minutos finais, o panorama foi o mesmo. O americano buscou o nocaute no início, mas terminou no solo. Vettori apenas administrou o momento para garantir a vitória por pontos.

Julian Marquez finaliza Sam Alvey

Julian Marquez finalizou Sam Alvey no segundo round — Foto: Getty Images

Julian Marquez finalizou Sam Alvey no segundo round — Foto: Getty Images

Julian Marquez fez valer o favoritismo e dominou Sam Alvey de ponta a ponta, pelo peso-médio (até 84kg). Depois de vencer o primeiro round com autoridade, ele chegou perto de nocautear no segundo e conseguiu a finalização com um esgana-galo 2m07s para “apagar” o oponente e conseguir sua segunda vitória seguida na organização. Alvey vive situação delicada, já que não venceu nos últimos seis confrontos (cinco derrotas e um empate).

Combate

Vinicius Junior é “coroado” por jornal espanhol após atuação de gala na Champions

Os dois gols na vitória do Real Madrid por 3 a 1 sobre o Liverpool rendeu a Vinicius Junior elogios do jornal espanhol “Marca” em sua edição de quarta-feira. O brasileiro estampa a capa do periódico da capital, com a manchete “Vinicius é coroado”. Para o “Marca”, o camisa 20 liderou “o baile do Real” no jogo de ida das quartas de final da Liga dos Campeões da Uefa.

Vinicius Junior na capa do jornal "Marca" nesta quarta-feira — Foto: Reprodução

Vinicius Junior na capa do jornal “Marca” nesta quarta-feira — Foto: Reprodução

O outro grande jornal esportivo de Madri, “As”, usou o apelido do jogador para fazer um trocadilho com a famosa expressão latina Veni, vidi, vici (Vim, vi e venci), atribuída ao imperador romano Júlio César no ano de 47 antes de Cristo. “Dois gols e extraordinária atuação do brasileiro”, destacou o jornal na capa.

Capa do jornal "As" — Foto: Reprodução

Capa do jornal “As” — Foto: Reprodução

Vinicius Junior vive seu melhor momento na temporada, ganhando cada vez mais a confiança do técnico Zinedine Zidane. O brasileiro disputou 17 das 18 partidas do Real em 2021, sendo titular em 11. Recentemente, o jornal “As” chamou o atacante de talismã do time espanhol. Nos últimos 12 jogos, o Real venceu dez, todos eles com Vinicius Junior como titular.

Com apenas um gol marcado e uma assistência nos três primeiros meses do ano, Vinicius Junior vinha recebendo críticas ao seu poder de finalização, mas parece ter iniciado uma reação. Domingo, deu o passe para Benzema fechar o placar na vitória por 2 a 0 sobre o Eibar, pelo Campeonato Espanhol. E nesta terça marcou duas vezes e teve participação destacada em outras ações ofensivas do Real.