Campo Grande, 25 de setembro de 2021

PENSANDO NOS SERVIDORES, PREFEITURA AUMENTOU 70% NÚMERO DE VAGAS DE CAPACITAÇÕES EM 6 MESES

Do primeiro semestre para cá, a Prefeitura de Campo Grande aumentou de 105 para 180 mil o número de vagas de capacitações ofertadas aos servidores públicos. O resultado conquistado na atual gestão foca na valorização do servidor e oferta de melhores condições de trabalho, além da ampliação das capacitações técnicas e comportamentais.

As medidas fazem parte do “Programa de Valorização do Servidor”, que também investiu na ampliação dos benefícios tecnológicos e estruturais para dar mais conforto ao ambiente de trabalho.

“Investir no servidor, é investir na população de Campo Grande. É fazer com que eles sintam-se bem e atendam bem quem procura o serviço público. O servidor é patrimônio da nossa cidade”, declarou o prefeito Marquinhos Trad.

Desenvolvido pela Prefeitura de Campo Grande, por meio da Secretaria Municipal de Gestão, o programa já promoveu milhares de cursos, palestras, oficinas e workshops. Muitos cursos foram feitos em parceria com a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, inclusive, com professores doutores ministrando as aulas.

O secretário municipal de Gestão, Agenor Mattiello, explica que ao ampliar a formação técnica e a capacitação comportamental, o servidor dinamiza e otimiza os atendimentos.

“Nós estamos desenvolvendo este projeto de valorização dos servidores há mais de um ano, pois percebemos que os servidores estavam com equipamentos de informática muito defasados e ainda trabalhavam em condições ambientais e estruturais bem limitadas. Claro que temos muito ainda por fazer, mas gradativamente vamos melhorando as condições de trabalho dos servidores, pois acreditamos que se eles estiverem satisfeitos com as condições técnicas e estruturais do trabalho, haverá maior comprometimento e atendimento de excelência para os contribuintes, que em última análise são nossos verdadeiros patrões”, diz.

Ele conta que foram disponibilizadas 180.671 vagas de capacitação, e ao dividir esse número pelo total de servidores, que são 24.496, chega-se a média de 7,3 cursos concretizados para cada servidor municipal.

“Então o primeiro passo é quebra de paradigmas. É mais capacitação e mais conhecimento técnico e comportamental para o servidor”, diz.

O segundo passo do programa foi a melhoria tecnológica. Foram investidos R$ 24,7 milhões em computadores, sistemas, módulos de frequência, softwares diversos, para que o servidor tenha equipamento para atendimento mais rápido e mais ágil.

A terceira perna deste projeto foi a melhoria estrutural. Reforma das estruturas, reforma das unidades básicas de saúde da família, reforma e construção das clínicas de família, reforma de escolas, construção de EMEIs. Foram investidos R$ 21,8 milhões na modernização estrutural.

Foram realizados ainda 3 concursos públicos (PGM, Auditor Fiscal e Saúde) totalizando 33 mil inscritos. Estão ainda previstos os concursos da Guarda Civil Municipal e um geral para atender demandas especificas de várias secretarias.

Outra conquista foi o plano de cargos e carreiras e remunerações da GCM  que foi aprovado e sancionado pelo Prefeito. Agora, estamos iniciando os estudos para implantar o PCCR nas áreas da saúde, mas este será implantado por categorias e dentro das condições financeiras do Tesouro.

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

14 + 16 =