Campo Grande, 22 de setembro de 2021

CASOS DE DENGUE CAEM PELO TERCEIRO MÊS SEGUIDO, MAS CUIDADOS DEVEM SER CONSTANTES

Pelo terceiro mês consecutivo, houve redução significativa nas notificações de dengue no município de Campo Grande, conforme dados do Serviço de Vigilância Epidemiológica (SVE) da Secretaria Municipal de Saúde (SESAU). Apesar do saldo positivo, reflexo das ações que vem sendo executadas pelo município desde agosto, é preciso redobrar os cuidados, principalmente neste período que antecede o verão, estação marcada por forte calor e chuvas passageiras.

Neste ano, o município de Campo Grande registrou uma das maiores epidemias de dengue da história. Somente no mês de março, onde ocorreu o pico da doença, foram mais de 9,7 casos notificados. Nos últimos três meses (agosto, setembro e outubro), foram 163, 143 e 120 notificações, respectivamente.

De janeiro até agora foram 38 mil casos notificados, sendo pouco mais de 16 mil confirmados e oito óbitos, de acordo com demostrativo abaixo. No mesmo período foram registrados 427 casos de zika e 228 de chikungunya.

DADOSDENGUE

Estratégias

Desde agosto as ações vem sendo intensificadas, principalmente nos bairros com maiores índices de proliferação do mosquito Aedes aegypti,  para evitar futuras epidemias.

Recentemente a região do bairro Lageado recebeu mais uma edição do projeto Cidade Limpa onde, na ocasião, foram recolhidas mais de 10 toneladas de materiais inservíveis de grande volume potenciais criadouros do mosquito.

Na última semana, os agentes estiveram percorrendo os cemitérios da Capital fazendo a orientação dos presentes e recolhimento de materiais inservíveis.

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

onze + 17 =