Campo Grande, 26 de setembro de 2021

Rio, Minas e mais 12 estados já poderiam cortar salários de servidores por critérios de nova PEC

Rio de Janeiro, Minas Gerais e mais 12 estados já poderiam cortar salários e carga horária de servidores públicos e outras medidas de ajuste previstas na chamada proposta de emenda à Constituição (PEC) emergencial, apresentada ontem pelopresidente Jair Bolsonaro .

A PEC emergencial é uma das três propostas que compõem o chamado Plano Brasil , pacote de medidas econômicas que o ministro da Economia , Paulo Guedes , chamada de agenda de transformação do Estado. A expectativa do governo é que o projeto seja aprovado ainda neste ano. Se aprovada, as medidas de ajuste já podem ser aplicadas imediatamente e passam a valer por dois anos.

O Globo

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7 + 6 =