Campo Grande, 26 de setembro de 2021

Juiz reafirma transferências a presídio federal e relata “ameaça” de defesa

Transferidos no dia 12 de outubro para o presídio federal de segurança máxima de Campo Grande, e depois para a unidade penal federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte, os empresários Jamil Name, 80 anos, Jamil Name Filho, 42 anos, e os policiais civis Márcio Cavalcanti da Silva, de 63 anos, e Vladenilson Olmedo, 60 anos, tiveram a inclusão no sistema prisional federal, pelo prazo mínimo de 360 dias, confirmada nesta quinta-feira (14) pelo juiz Mário Jorge Esbalqueiro Junior, da 1ª Vara de Execução Penal de Campo Grande. A decisão anterior era provisória e as defesas tentavam impedir que fosse tornada definitiva. Os presos são alvos da Operação Omertà, contra grupo de extermínio atuante em Campo Grande há mais de uma década.

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 + dezenove =