Campo Grande, 21 de setembro de 2021

CONCURSO DE RECEITAS DE ESCOLA DA REME ESTIMULA CONSUMO DE PLANTAS NÃO CONVENCIONAIS

Criatividade e pratos ricos em nutrientes marcaram o concurso de receitas de Plantas Não Convencionais da escola “Professor Nerone Maiolino”, que reuniu alunos do 6º ao 9º anos e foi a culminância do projeto que conquistou a etapa regional da segunda edição do prêmio “Crianças Mais Saudáveis”, promovido pela Fundação Nestlé Brasil e que tem o objetivo de engajar educadores na promoção de novos hábitos no âmbito escolar.

VOM_5473Para encerrar a ação, que envolveu alunos e profissionais da escola durante todo o ano, o professor Anysio Henriques Neto, um dos criadores do projeto ao lado da professora de Educação Física, Sirley dos Anjos, realizaram o concurso que contou com equipes formadas por três alunos cada e um professor orientador.

A banca julgadora foi composta por uma merendeira, professores e funcionários da escola e elegeu três equipes vencedoras. Entre os pratos que conquistaram o paladar dos jurados estavam “Arroz com frango e Ora-Pro-Nobis”, que ficou em primeiro lugar e “Arroz com legumes, ovos mexidos e Ora-Pro-Nobis”, em segundo lugar. As receitas foram preparadas na cozinha da escola e já devem garantir espaço no cardápio da unidade no próximo ano.

A secretária-adjunta de Educação, Soraia Campos, disse que a conquista do prêmio, que possibilitou a criação de uma horta, equipamentos novos para a cozinha, material para a brinquedoteca e um bebedouro no ginásio de esportes, foi fruto de um trabalho coletivo. “É uma alegria muito grande ver os resultados positivos deste projeto. O concurso de receitas também foi importante porque foram resgatados alimentos que já fizeram parte do cardápio do brasileiro e agora com o projeto, estão sendo retomados”, pontuou.

VOM_5369O representante da Fundação Nestlé, Fabio Stefanini Jor, agradeceu o apoio da gestão e da equipe pedagógica da Secretaria Municipal de Educação (Semed). “É muito bom quando temos o incentivo dos profissionais da secretaria, é um estímulo ao nosso projeto, que começou há cinco anos e já temos dez cidades premiadas. A nossa intenção é tornar a vida de vocês mais saudável”, destacou.

A diretora Marcele Oliveira Vilalba também agradeceu o envolvimento da equipe da escola e garantiu que o projeto terá continuidade em 2020. “Todos se empenharam para que este projeto se realizasse e não mediram esforços para colocá-lo em prática”, disse.

Surpresa

Representantes das equipes vencedoras, as alunas Thayanne da Silva Lara, 9º ano, que conquistou o primeiro lugar e Lorena Beatriz Arsamendes Machado, do 8º ano, que ficou em segundo, mostraram-se surpresas com a vitória.

VOM_5466“Não gosto muito de cozinha, mas fui incentivada pelos meus amigos. Minha família não acreditava que era possível utilizar ora-pro-nobis em receitas e agora já temos um outro olhar sobre a alimentação saudável”, frisou Thayanne.

Já Lorena contou que gosta de cozinhar e criar pratos devido a profissão da mãe, que é cozinheira, mas não apostava nos primeiros lugares. “O que vou levar de conhecimento deste concurso é que devemos reaproveitar as plantas, mas para isso, precisamos conhecê-las. Assim podemos utilizá-las no nosso dia a dia”, ensinou.

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × dois =