Campo Grande, 23 de setembro de 2021

Piranhas são risco para os banhistas nas praias de rios em SP e Paraná

Neste verão, um peixe tem atacado os turistas que frequentam as praias de rios no interior de São Paulo e do Paraná

As prainhas de água doce atraem milhares de turistas nesta época do ano em busca de diversão, sossego e segurança.

“No interior é melhor que praia, mais gostoso, mais calmo”, diz o administrador de empresas Fábio Fernandes da Silva.

Mas no Noroeste paulista está perigoso entrar no rio. Desde novembro de 2019, banhistas vêm sendo atacados por piranhas em Pereira Barreto. Mas esses ataques aumentaram demais agora. Só nos últimos dias, mais de 30 pessoas procuraram o serviço de saúde porque foram mordidas por esses peixes.

A prefeitura instalou placas no local, e funcionários estão percorrendo a praia alertando banhistas e pescadores. As piranhas podem estar vindo em busca de alimentos.

No Paraná, banhistas também foram atacados por piranhas na praia artificial de Entre Rios do Oeste. Os bombeiros chegaram a interditar a área, que já foi liberada.

Em Pereira Barreto, desde 1998 a cidade não registrava ataque de piranhas. A costureira Elenir Santos teve a ponta do dedo do pé arrancada quando estava na prainha. “Eu senti tipo uma pontada na ponta do dedo, como se tivesse furado em alguma coisa”, contou ela.

Por Jornal Nacional

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × três =