Campo Grande, 25 de setembro de 2021

Polícia afirma que incêndio em casa de reza não foi um ataque à comunidade indígena em MS

A Polícia Civil de Rio Brilhante, a 161 quilômetros de Campo Grande, e a Polícia Federal descartaram a hipótese de ataque à comunidade indígena, após o incêndio registrado em uma casa de reza na madrugada do dia 1° de janeiro.

Após fazer buscar no local, interrogar os índios e dar início às investigações, o Delegado de Rio Brilhante, Guilherme Sarian, trabalha agora com duas hipóteses. A de que algum indígena tenha ateado fogo no local por ser de outra religião e contra a construção da casa de reza e também a possibilidade de o fogo ter sido provocado por causas naturais.

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

13 − oito =