Campo Grande, 23 de setembro de 2021

Cabo Almi diz que decisão de adiar cota zero para pesca foi responsável

A cota zero para pesca amadora em Mato Grosso do Sul deverá ocorrer a partir de 2020. A informação foi divulgada pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), após reunião com empresários do setor de turismo. Na sessão ordinária desta quarta-feira (6), o deputado estadual Cabo Almi (PT) fez uma avaliação positiva sobre a decisão.

“É uma medida preocupante para a rede hoteleira, pescadores e ribeirinhos. Esses grupos atingidos pela cota zero precisam se preparar. Não se pode criar uma regulamentação de uma hora para outra, estamos falando de grandes prejuízos para o Estado”, afirmou.

Segundo Cabo Almi, vários municípios situados na bacia pesqueira já sentiram o impacto negativo. “Muitos pacotes foram cancelados. Corumbá, Ladário, Miranda, Bonito, Anastácio e Coxim foram atingidos”. A Semagro apresentou estudo que aponta redução na quantidade de pescado retirado dos rios do Estado. No período de 17 anos, a diminuição foi de 76%. O deputado Renato Câmara (MDB) concordou e também parabenizou a decisão do Governo do Estado em adiar para 2020.

Por: Heloíse Gimenes   Foto: Victor Chileno

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × três =