Campo Grande, 25 de setembro de 2021

Polícia e MP prendem 31 em operação contra a milícia na Zona Oeste

A Polícia Civil do RJ e o Ministério Público do RJ iniciaram na manhã desta quinta-feira (30) uma operação contra a milícia na Zona Oeste do Rio.

Até a última atualização desta reportagem, havia 31 presos. Um deles é o policial civil Jorge Luiz Camillo Alves, que serve na 16ª DP (Barra). Ele foi levado para a Corregedoria da secretaria.

A Justiça emitiu 44 mandados de prisão preventiva e outros de busca e apreensão contra 45 denunciados de pertencer a grupos paramilitares.

Conversas entre Ronnie Lessa, acusado de matar Marielle Franco, e um policial civil denunciado — preso nesta manhã — foram usadas nas investigações. Um servidor da Fundação Parques e Jardins, vinculada à Prefeitura do Rio, também é um dos alvos.

A ação desta quinta é um desdobramento da Operação Intocáveis, de janeiro de 2019. Na ocasião, 13 pessoas foram denunciadas, e cinco homens foram presos.

Esta Intocáveis II utilizou dados das investigações da Operação Lume, de março, quando foram presos Ronnie Lessa e Elcio Queiroz, acusados de matar a vereadora Marielle Franco e o motorista Anderson Gomes.

Às 7h, equipes estavam em Rio das Pedras, uma das comunidades dominadas por paramilitares.

O Ministério Público do Piauí, onde quatro denunciados estariam residindo, apoiou a operação no cumprimento de mandados de prisão e de busca e apreensão naquele estado.

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × 3 =