Campo Grande, 22 de setembro de 2021

Defender fechamento do Congresso é “colocar corda no pescoço” da liberdade, diz Fábio Trad

O deputado federal Fábio Trad (PSD-MS) disse, em entrevista ao programa Bom Dia Campo Grande, da Educativa FM 104,7, que o momento de confronto sinalizado nas redes sociais contra o Congresso e o Supremo Tribunal Federal fere a democracia. “Quando a se vive o Estado de Direito Democrático é preciso exercitar a política republicana, com “p” maiúsculo, dialogar (…) tem que ter maturidade, serenidade e equilíbrio”.

Fábio Trad advertiu a defesa de fechamento do Congresso é  “uma política suicida”, um “tiro no pé”, porque estará se anulando essa liberdade que os próprios defensores da ideia se utilizam, não para se manifestarem democraticamente, mas pelo autoritarismo. “Defender fechamento do Congresso é colocar corda no pescoço da liberdade”, afirmou.

Para o deputado, as provocações contra o Poder Legislativo atrapalham a vida do país, pois deixam o Parlamento “sem a energia necessária” para votação das reformas administrativa e tributária.

Sobre a suposta participação do presidente nos movimentos e manifestações contra o Congresso, Trad lembrou que foi graças à democracia que Bolsonaro se elegeu presidente, depois de 28 anos como deputado.

Fábio Trad disse que hoje a principal expectativa da população é a aprovação de uma reforma tributária justa, em que todos,sem exceção, cedam um pouco. O deputado defende o modelo americano de taxação de grandes fortunas e renda, reduzindo a tributação do consumo, que penaliza as classes mais pobres. “No Congresso só passa reforma em que todos perdem proporcionalmente. A defesa da igualdade é mais forte do que os partidos e a ideologia”.

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × 3 =