Campo Grande, 21 de setembro de 2021

Em busca de soluções, CDL Campo Grande, empresários e autoridades debatem a segurança na área central

Aproximadamente 60 pessoas, entre empresários, autoridades e dirigentes da CDL Campo Grande – Câmara de Dirigentes Lojistas se reuniram na noite dessa terça-feira (3) para debater e buscar soluções para a segurança e a pacificação da área central de Campo Grande.

O presidente da CDL Campo Grande, Adelaido Vila, abriu a reunião explanando algumas das situações vividas e convidou todos a participarem. “Essa não é uma reunião de expectadores, para termos alguma solução efetiva, precisamos da participação de todos”.

Na sequência, o presidente da Santa Casa, Esacheu Nascimento, falou sobre a nova ala para a internação involuntária de dependentes químicos, que será inaugurada em breve e ajudará a minimizar esse grave problema social, uma vez que o poder público não disponibiliza leitos para esse tipo internação.

O comandante do 1º Batalhão da Polícia Militar, Tenente Coronel Claudemir, passou algumas informações os roubos e furtos que ocorrem na área central e apontou algumas atitudes que os comerciantes podem tomar para ajudar a evitar esses crimes, entre eles a instalação de equipamentos de segurança.

A promotora de Justiça Dra. Ana Cristina Carneiro Dias, responsável pelo Núcleo de Cidadania do MPMS, levantou algumas questões importantes sobre os dependentes químicos que perambulam na região central, entre elas, a complexidade da situação, especialmente em relação ao poder público municipal que precisa atuar socialmente nesta questão.

Os empresários relataram suas frustações pela situação e também deram sugestões para a solução dos problemas partilhados, além de lamentarem a ausência de representantes da administração municipal de Campo Grande. Sobre essa ausência, o presidente da CDL Campo Grande, Adelaido Vila, informou que ligou oito vezes para o prefeito municipal, Marcos Trad, e também enviou mensagens de whatsapp, para convidá-lo para participar da reunião, uma vez que a Prefeitura é a maior responsável sobre a questão social, mas não obteve resposta.

O delegado da polícia civil Reginaldo Salomão lembrou aos participantes sobre a importância do registro do Boletim de Ocorrência para que as prisões sejam efetivadas e o comandante da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul, Cel Waldir Acosta, explicou como o efetivo é distribuído e quais os investimentos feitos na segurança pública, além de falar sobre o concurso que está em andamento. Já o comandante da Guarda, Gonzaga, informou as ações e atuação da Guarda Civil Municipal.

A presidente da FCDL MS, Inês Conceição Santiago, reforçou a importância da união de todos, para que juntos, e de forma organizada, consigam fazer prevalecer seus direitos. A presidente também falou sobre o projeto Cidadão Integrado CDL, que tem auxiliado as forças de segurança a combater a criminalidade, por meio do compartilhamento de imagens de câmeras de segurança.

Ao final da reunião, ficou decidido que os empresários irão utilizar o grupo de Whatsapp para troca de informações e tomada de decisão sobre as ações. Foi solicitado às forças de segurança estadual e municipal que reforcem o policiamento na região central. Outra decisão, será a criação de uma comissão para buscar soluções junto ao Governo do Estado, Prefeitura da Capital e Câmara de Vereadores. As reuniões serão marcadas posteriormente.

Crédito imagens: Assessoria de Comunicação CDL Campo Grande

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

2 respostas para “Em busca de soluções, CDL Campo Grande, empresários e autoridades debatem a segurança na área central”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × três =