A moradora de Brasília foi internada inicialmente num hospital particular, que depois pediu ao governo local sua transferência para a rede pública. Na segunda-feira, o secretário-executivo do Ministério da Saúde, João Gado dos Reis, afirmou que hospital privado não pode se recusar a atender um paciente com coronavírus.

— Eu não vou falar sobre o caso específico do Distrito Federal, mas de uma forma genérica. Isso que aconteceu aqui em Brasília é inadmissível. Nós não aceitamos, e não vamos concordar que isso possa feito. O plano de saúde, o hospital privado que atendeu o paciente está preparado para atender um paciente grave em UTI. Não tem porque ele não atender um paciente que precisa de atendimento intensivo só porque tem coronavírus. Não vamos permitir que isso continue ocorrendo, de os hospitais privados fazerem o primeiro atendimento e transferirem para a unidade pública.