Campo Grande, 23 de setembro de 2021

Vítima de guarda municipal preso por matar dois presta novo depoimento e busca ‘superar o trauma’, diz polícia

A técnica de enfermagem, de 31 anos, que sobreviveu ao atentado do guarda municipal Valtenir Pereira da Silva, de 35 anos, prestou novo depoimento nessa segunda-feira (9). Agora as investigações do crime, que resultou na morte de duas pessoas, são “conclusivas” de acordo com a delegada Sueili Araújo, responsável pelas investigações.

“Não foi necessário a reprodução simulada neste caso. Os laudos, os testemunhos e o exame de local já deixaram clara a dinâmica dos fatos. A testemunha sobrevivente também foi ouvida novamente e as investigações são conclusivas. O inquérito deve ser relatado até a próxima sexta-feira (12)”, afirmou ao G1 a delegada.

Conforme Araújo, a vítima estava “muito abalada emocionalmente” no primeiro depoimento, que ocorreu na semana anterior. “Ela estava um pouco mais tranquila, principalmente após a prisão do autor. A testemunha nos esclareceu alguns pontos que não foram possíveis antes, principalmente pelo estado emocional e físico anteriormente debilitado”, ressaltou a delegada.

Durante meia hora, a testemunha relembrou os fatos e também foi encaminhada ao exame de corpo de delito no Instituto de Medicina e Odontologia Legal (Imol). “Ela está se recuperando aos poucos, recebendo acompanhamento psicológico para superar o trauma. Ao todo, seis pessoas já foram ouvidas e estamos aguardando pelo menos mais três no decorrer desta semana, incluindo dois policiais militares que atenderam a ocorrência”, explicou Sueili.

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × 1 =