Campo Grande, 19 de setembro de 2021

Em meio à pandemia de coronavírus, Bolsonaro diz que ‘gripezinha’ não vai derrubá-lo

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta sexta-feira (20) que, depois da facada que levou em 2018, durante um ato eleitoral em Juiz de Fora (MG), não será uma “gripezinha” que irá derrubá-lo.

Enquanto o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, alerta para possibilidade de “colapso” no sistema de saúde se nada for feito para conter o avanço da pandemia do novo coronavírus, a declaração de Bolsonaro mostra um movimento errático.

Bolsonaro concedeu uma entrevista no Palácio do Planalto e foi questionado se aceitaria mostrar os exames aos quais foi submetido para apurar se havia contraído o novo coronavírus.

Nas redes sociais, o presidente informou que os dois exames deram resultado negativo.

“Depois da facada, não vai ser uma gripezinha que vai me derrubar não, tá ok? Se o médico ou o ministro da Saúde me recomendar um novo exame, eu farei. Caso o contrário, me comportarei como qualquer um de vocês aqui presentes”, declarou Bolsonaro.

Por Gerson Camarotti

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três + quatro =