Campo Grande, 23 de maio de 2022

Sobe para 80 o número de lojas lacradas em São Paulo por ignorar quarentena

A Prefeitura de São Paulo informou nesta terça-feira (14) que 80 estabelecimentos não essenciais foram interditados desde o início da quarentena na capital paulista, no dia 20 de março, por não acatar a ordem para fechamento.

As regiões dos estabelecimentos interditados são:

  • Aricanduva, 1;
  • Ermelino Matarazzo, 1;
  • Freguesia do Ó, 2;
  • Guaianases, 8;
  • Ipiranga, 1;
  • Itaquera, 1;
  • Jaçanã, 1;
  • Lapa, 10;
  • Mooca, 3;
  • Parelheiros, 1;
  • Penha, 1;
  • Perus, 4;
  • Pirituba/Jaraguá, 2;
  • Santana/Tucuruvi, 1;
  • Santo Amaro, 1;
  • Sé, 37
  • Vila Prudente, 5.

Os locais serão liberados após o cumprimento do decreto de quarentena. Caso tornem a abrir e forem flagrados, terão a licença de funcionamento cassada.

A população deve denunciar estabelecimento que se mantêm abertos durante a quarentena do coronavírus pelos canais SP156 (site, aplicativo e central telefônica). Até domingo (12), a central recebeu 13.090 denúncias.

A Prefeitura de São Paulo destaca em nota que o objetivo da ação não é multar, mas evitar aglomerações para reduzir o risco de transmissão do coronavírus e proteger a população, conforme as orientações do Ministério da Saúde e da Organização Mundial da Saúde (OMS).

De acordo com a Secretaria das Subprefeituras, 2 mil agentes estão nas ruas para conscientizar ambulantes e comerciantes a manter os estabelecimentos fechados.

A maior parte da população paulista tem cumprido a determinação dos decretos municipais, mas a adesão ainda não é a ideal: a taxa de isolamento social no estado de São Paulo está em 50% e o controle efetivo da disseminação da Covid-19 é de 70%.

Nesta terça, subiu para 695 o número de mortes pelo coronavírus em São Paulo. Já são 9.371 casos no estado. Nas últimas 24 horas, 476 novos casos foram confirmados e 87 novos registros de óbitos foram feitos.

Por G1 SP

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

vinte − dez =