Campo Grande, 26 de maio de 2024

Em telefonema, Netanyahu e Biden concordam em se reunir em breve

Esta foi a primeira vez que os dois se falaram após a vitória de Biden nas eleições de 3 de novembro, ainda não reconhecida pelo presidente Donald Trump.

Netanyahu, um aliado próximo de Trump, parabenizou Biden no início deste mês, mas não se referiu a ele como presidente eleito na ocasião e evitou comentar os resultados da eleição.

Os israelenses apreciavam a campanha de “pressão máxima” de Trump contra o Irã e seu apoio sem precedentes a Israel no conflito com os palestinos. Os planos de Biden de retornar ao acordo nuclear com o Irã e pressionar pelo renascimento do processo de paz no Oriente Médio podem colocá-lo em rota de colisão com Netanyahu, que tinha relações frias com o governo Obama.

“Em uma conversa calorosa, o presidente eleito reiterou seu profundo compromisso com o Estado de Israel e sua segurança”, disse o gabinete de Netanyahu em um comunicado.

Netanyahu “disse que o vínculo especial entre Israel e os EUA é um componente fundamental da segurança de Israel e de sua política. Os dois concordaram em se reunir em breve para discutir os vários assuntos da agenda e reiteraram a necessidade de continuar a fortalecer a aliança constante entre os EUA e Israel”, informa ainda o comunicado.

Compartilhe

Facebook
Twitter
WhatsApp