Campo Grande, 19 de julho de 2024

Dossiê revela: dentistas estão realizando cirurgias estéticas ilegalmente, e erros se multiplicam

Cirurgias estéticas realizadas em consultórios dentários estão provocando uma disputa entre médicos e dentistas. Afinal, o que está permitido e o que é crime por exercício ilegal da medicina? Um escritório de Direito do Paraná reuniu nomes de 250 dentistas em um dossiê que mostra o tamanho do problema no Brasil.

Já ouviu falar em “rinomodelação definitiva”, “new nose”, “nose job level five”? Esses tratamentos não existem na literatura médica. Não são ensinados em faculdades de medicina nem de odontologia, mas têm atraído muita gente, pela internet.

A nutricionista Ludmila Delfino queria afinar um pouco o nariz, mas não o suficiente para encarar uma cirurgia plástica. Por isso, se interessou pelo anúncio que viu em uma rede social. Mas o procedimento que era para ser rápido se arrastou por mais de três horas.

“Com sete dias, não passava cotonete no buraco das minhas narinas. Só que quando começou a desinchar o nariz, foi o momento em que ele começou a fechar na inspiração. O meu nariz não era mais útil para respirar”, conta a nutricionista.

Quase um ano se passou e hoje Ludmila está em tratamento com uma junta formada por um otorrinolaringologista, um dermatologista e um cirurgião plástico, fora o acompanhamento psicológico.

Compartilhe

Facebook
Twitter
WhatsApp