Campo Grande, 26 de maio de 2024

Secretário de MS chama de ‘nazistas e fascistas da atualidade’ pessoas contrárias ao ‘passaporte da vacina’

Os ânimos ficaram aflorados entre apoiadores e contrários ao “passaporte da vacina” em Mato Grosso do Sul, em uma audiência pública, realizada na Câmara dos Vereadores, em Campo Grande, nesta segunda-feira (27). O secretário estadual da Saúde, Geraldo Resende, assumiu o microfone no final do debate e disparou:

“Porque muitos daqueles que gritam, hoje, ‘liberdade, liberdade, liberdade’, vão às ruas pedir intervenção militar, pedir para fechar o Congresso Nacional, pedir para fechar o STF. Que liberdade é essa? Quando querem derrotar os instrumentos da democracia, construídos por todos nós da minha geração. Não tenham medo de debate, aliás esse debate aonde vocês querem estabelecer, eu estarei lá para poder dizer a vocês: nazistas e fascistas da atualidade”, proferiu Resende.

Mais de 100 pessoas estiveram no local. Após o discurso de Geraldo Resende, um dos últimos a ocupar o palanque, a audiência teve que ser encerrada e a Guarda Civil Metropolitana (GCM) foi acionada para conter as pessoas. O secretário teve que sair escoltado da Câmara Municipal.

Compartilhe

Facebook
Twitter
WhatsApp