Campo Grande, 12 de abril de 2024

Bale marca, e País de Gales busca empate com os Estados Unidos

O jogo teve dois tempos bem distintos. O primeiro, dominado amplamente pelos Estados Unidos, que abriram o placar com Weah, mas não souberam aproveitar o nulo ataque galês para fazer mais gols. Na segunda etapa, País de Gales mudou de postura, entrou no jogo e passou a levar perigo, sobretudo em jogadas aéreas. Após boas chances perdidas de cabeça, Bale sofreu pênalti. O craque cobrou e empatou a partida. Johnson perdeu a chance da virada em arrancada no fim. No fim das contas, um empate justo.

Situação do grupo e agenda

O Grupo B tem a liderança da Inglaterra, que goleou o Irã por 6 a 2 nesta segunda. Com o empate, País de Gales e Estados Unidos estão juntos em segundo lugar. Os norte-americanos voltam a campo na próxima sexta-feira (25), diante da Inglaterra, às 16h (de Brasília), no estádio Al Bayt. Também pela 2ª rodada da chave, Gales terá pela frente o Irã, no mesmo dia, às 7h (de Brasília), no estádio Ahmad Bin Ali. Veja a tabela completa da Copa

Primeiro tempo

A etapa inicial teve domínio da seleção americana, traduzido em posse de bola, boas chances e anulação quase total do setor ofensivo de Gales. Sargent acertou a trave, aos 10 minutos. Aos 35, Tim Weah, em grande enfiada de bola de Pulisic, abriu o placar para fazer justiça ao que se apresentava no jogo. País de Gales precisava de mais atitude e do talento de Bale, que até então só havia aparecido ao levar um cartão amarelo.

Aaron Ramsey e Yunus Musah em Estados Unidos x País de Gales

Aaron Ramsey e Yunus Musah em Estados Unidos x País de Gales (Foto: REUTERS/John Sibley)

Segundo tempo

Na volta do intervalo, País de Gales finalmente se encontrou na partida. Com a entrada de Moore, de 1,96m, os galeses passaram a levar mais perigo, sobretudo em jogadas aéreas. Bem mais presente no ataque, Gales quase foi às redes com o próprio atacante e com Ben Davies, ambos em cabeçadas. Aos 36, os galeses empataram com Bale, em pênalti sofrido por ele mesmo. O jovem Johnson teve em seus pés a bola da virada, mas chutou em cima do goleiro Turner, aos 43. A queda de produção americana na etapa final foi evidente. Após longos acréscimos, a igualdade prevaleceu.

Bale empata para País de Gales de pênalti contra os EUA

Bale empata para País de Gales de pênalti contra os EUA (Foto: Reuters)

Filho de melhor do mundo

O gol que inaugurou o placar foi marcado por Timothy Weah. Reconhece o sobrenome? Pois é, trata-se do filho do liberiano George Weah, eleito melhor jogador do mundo pela Fifa em 1995 – hoje, o ex-jogador é o presidente da Libéria. Já o atacante que marcou contra o País de Gales tem apenas 22 anos, nasceu em Nova Iorque e joga pelo Lille, da França. A finalização de direita, com categoria que lembrou o pai, saiu após assistência de Pulisic.

Timothy Weah comemora o gol em Estados Unidos x País de Gales

Timothy Weah comemora o gol em Estados Unidos x País de Gales (Foto: REUTERS/John Sibley)

  • Estrela da companhia

    Gareth Bale estava sumido no primeiro tempo da partida. Deu o ar da graça apenas aos 39 minutos, quando levou cartão amarelo por carrinho em Musah. Na segunda etapa, também não fazia lá grande jogo, mas o homem é decisivo. Aos 34, sofreu pênalti escandaloso do zagueiro Zimmerman. Ele mesmo assumiu a responsabilidade, cobrou com força e garantiu o empate. Após o jogo, Bale lamentou o início ruim do time: “É uma pena não vencer”.

    Bale empata para País de Gales de pênalti contra os EUA

    Bale empata para País de Gales de pênalti contra os EUA (Foto: Reuters)

Compartilhe

Facebook
Twitter
WhatsApp