Campo Grande, 12 de abril de 2024

Vereador Ayrton Araújo é solidário com professores e exige da prefeita o cumprimento da Lei e do acordo firmado com a ACP

O vereador Ayrton Araújo, líder da bancada do PT na Câmara Municipal de Campo Grande, demonstrou sua total solidariedade e apoio aos professores e demais profissionais da Rede Municipal de Ensino que estão em greve desde o dia 2 de dezembro, reivindicando o cumprimento de uma lei em vigor, cujo um acordo foi reforçado entre o poder executivo e o sindicato da categoria ACP, no mês de março de 2022

Segundo consta, a atual prefeita de Campo Grande, Adriane Lopes esteve do lado do ex-prefeito Marquinhos Trad durante seis anos, desde seu primeiro mandato, acompanhando as tratativas com diversas categorias, inclusive com os professores. A categoria reivindica somente o cumprimento da Lei Municipal n. 6.796/2022, aprovada pelos vereadores em março de 2022 após ampla negociação entre sindicato e prefeitura, que alterou a Lei Municipal n. 5.411/2014 e definiu uma nova política salarial do Piso 20h, com cronograma de correções salariais até 2024.

A justificativa da prefeita para não atender a categoria dos educadores, segundo consta, é de que não existe dinheiro em caixa, para isso o vereador Ayrton Araújo sugere que a prefeita enfrente a situação de forma clara e objetiva, ou seja, demita parte dos servidores comissionados que foram contratados para servirem apenas de cabos eleitorais na eleição e faça o caixa necessário para cumprir a Lei e o acordo com os nossos professores de Campo Grande.

Finalmente, o vereador assegura que os profissionais da educação não podem suportar tamanha humilhação para cobrar um direito adquirido por lei e por acordo, tendo que fazer uma greve no final de ano para forçar a prefeita a cumprir com a sua obrigação, por isso tem o nosso total apoio e solidariedade, finalizou Ayrton Araújo, líder da Bancada do PT na Câmara Municipal de Campo Grande.

Compartilhe

Facebook
Twitter
WhatsApp