Campo Grande, 22 de abril de 2024

Auxiliar dispensado pelo Corinthians vê situação injusta: “Não cometi nenhum crime”

Por Ana Canhedo — São Paulo

Acusado pelo Instagram de compartilhar frequentemente notícias falsas e defensor do golpe militar, Rodrigo Santana disse não ter cometido nenhum crime para ser dispensado do Corinthians, que desistiu de sua contratação após saber de sua participação em um ato antidemocrático.

O profissional falou pela primeira vez após perder a chance de trabalhar no clube como auxiliar-técnico de Fernando Lázaro na temporada de 2023. Durante participação em um programa da Rádio 98, o comentou sua ida a protestos golpistas que contestam o resultado da eleição presidencial, vencida por Luiz Inácio Lula da Silva (PT) contra o presidente Jair Messias Bolsonaro (PL).

Compartilhe

Facebook
Twitter
WhatsApp