Campo Grande, 22 de fevereiro de 2024

Após contrariar STF e autorizar ato golpista em Minas, juiz é afastado do cargo pelo CNJ

O corregedor nacional de Justiça, Luis Felipe Salomão, decidiu nesta segunda-feira (9) afastar do cargo o juiz Wauner Batista Machado, que havia autorizado a obstrução de uma avenida de Belo Horizonte para um empresário fazer protesto golpista em frente ao Comando da 4º Região Militar do Exército.

É a primeira vez que o corregedor afasta das suas funções um juiz que autorizou a realização de manifestações antidemocráticas. Salomão também determinou a suspensão de todos os perfis utilizados pelo magistrado em redes sociais.

Em sua decisão, Salomão justificou o afastamento imediato do juiz apontando a “possível prática de graves infrações disciplinares por parte do magistrado, com a utilização do cargo para a prática de atos que favorecem os ataques ao Estado”.

O ambiente conflagrado dos dias atuais, culminando com os atos terroristas ocorridos na data de ontem (08/01/2023), não pode ser retroalimentado por decisões judiciais ilegítimas que, ao fim e ao cabo, atentam contra o próprio Estado Democrático de Direito”, escreveu o corregedor.

Compartilhe

Facebook
Twitter
WhatsApp