Campo Grande, 13 de junho de 2024

Eduardo Riedel reitera compromissos do Governo para implantação de fábrica de celulose de R$ 15 bilhões

Comprometido com o desenvolvimento de Mato Grosso do Sul, o governador Eduardo Riedel recebeu nesta terça-feira (31) o diretor de Desenvolvimento de Novos Negócios da Arauco, Mário José de Souza Neto, para discutir os investimentos da empresa chilena em Inocência – a 337 quilômetros de Campo Grande, na região do Bolsão.

Na reunião, Mário Neto apresentou o planejamento dos investimentos e Eduardo Riedel reafirmou os compromissos na área de infraestrutura para permitir o escoamento da produção e atender o aumento populacional do município de 8 mil habitantes. O Projeto Sucuriú, de implantação da unidade em Inocência, prevê o investimento privado de 3 bilhões de dólares (R$ 15 bilhões), com 12 mil pessoas trabalhando no pico da construção da fábrica.

Eduardo Riedel destacou o papel do Estado e a transformação provocada pelo investimento. “Discutimos as contrapartidas do Estado, estradas, pavimentação, linha férrea, fibra ótica, que tem que chegar à empresa, todas as ações que o Estado tem que fazer para viabilizar esse que é um dos maiores investimentos privados do Brasil e que começa a partir de já, esse ano, a área florestal, que é a base de produção para empresa de celulose. Então, a gente entrega no dia a dia as ações do Governo do Estado para viabilizar essa unidade”, disse o governador.

Ainda segundo ele, o empreendimento vai ao encontro do projeto de futuro para o Estado. “Mato Grosso do Sul é um dos estados que mais cresce do Brasil e esse investimento vai trazer empregos, renda, oportunidade para as pessoas de Inocência e trazer gente para Inocência também para aproveitar essas oportunidades. Saímos dessa reunião muito satisfeitos com tudo o que tem acontecido e vamos continuar trabalhando para viabilizar esse tipo de desenvolvimento para o nosso Estado”.

Já o diretor Mário Neto falou que o Governo de Mato Grosso do Sul está dando um apoio importante ao empreendimento e que, na reunião desta terça-feira, foram reforçados os laços entre a empresa e o Estado. “Estamos muito confiantes com o projeto Sucuriú, com a cooperação do Governo do Estado e do Município. Desde o início, o projeto sempre foi estruturado dessa forma: um trabalho em equipe do Governo, do Município e da Arauco. Esse projeto, assim como o DNA da Arauco, está fortemente calcado nos três pilares da ESG (melhores práticas ambientais, sociais e de governança) e da sustentabilidade e temos certeza de que ele vai trazer desenvolvimento econômico, social, e uma pegada altamente sustentável na forma de gerir e executar os projetos aqui no Estado, fazendo com que Mato Grosso do Sul se consolide realmente como o Vale da Celulose”, declarou.

E o secretário Jaime Verruck, de Meio Ambiente, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação, destacou que Mato Grosso do Sul vai se tornar o maior produtor de celulose do mundo e ressaltou, ainda, a importância das contrapartidas do Estado. “Temos a construção de uma fábrica em Ribas do Rio Pardo e, agora, o projeto da Arauco, na mesma dimensão, no município de Inocência. Mato Grosso do Sul, nós chamamos de Vale da Celulose, exatamente por isso. Somos o 2º em produção de celulose, o 1º em exportação, mas com esses projetos nós seremos o estado maior produtor de celulose do mundo e com projetos altamente sustentáveis”, afirmou.

O encontro também contou com as presenças do secretário Eduardo Rocha (Casa Civil); do prefeito Antonio Ângelo Garcia dos Santos (Toninho da Cofap); do vice-presidente e consultor sênior da STCP Engenharia, Joésio Siqueira; e de representantes da Câmara Municipal de Inocência, entre outras autoridades.

Paulo Fernandes, Comunicação do Governo de MS

Fotos: Saul Schramm

Compartilhe

Facebook
Twitter
WhatsApp