Campo Grande, 24 de fevereiro de 2024

Vereador votou pelo subsidio no transporte coletivo, mas defende tarifa zero urgente

Vereador Ayrton Araújo, líder da Bancada do PT na Câmara Municipal de Campo Grande, Autor do Projeto de Lei que cria o “Tarifa Zero” para o transporte coletivo, votou a favor dos usuários do transporte coletivo, autorizando a prefeita Adriane Lopes a conceder o subsídio necessário ao Consórcio Guaicurus, com o compromisso de não haver aumento no preço do passe e que haja melhoria na qualidade da prestação do serviço atualmente ofertado precariamente pelos empresários do setor de transporte público da Capital.

Proposta do Executivo que isenta o pagamento do ISSQN (Imposto sobre Serviço de Qualquer Natureza) incidente sobre a prestação do serviço de transporte coletivo por ônibus na Capital, a proposta chegou na Câmara Municipal através do Projeto de Lei Complementar 853/23, foi aprovado em regime de urgência, em única discussão e votação.

Conforme a proposta da prefeitura, essa isenção será integralmente repassada ao preço da tarifa e, desta forma, impedirá que o valor pago pelos passageiros aumente de forma mais significativa, conforme cálculo inicialmente apresentado.

Segundo o vereador Ayrton Araújo, essa é uma medida paliativa que voltará em pauta sempre que se discute aumento do passe para os usuários do transporte coletivo. A saída é a aprovação do projeto “TARIFA ZERO” com a gestão da prefeitura e que já foi protocolado na Câmara e já começou a tramitar e tem a assinatura de autoria dos vereadores Ayrton Araújo, Luiza Ribeiro, ambos do PT e Marcos Tabosa do PDT.

Compartilhe

Facebook
Twitter
WhatsApp