Campo Grande, 24 de fevereiro de 2024

Rússia avalia proposta de paz para guerra na Ucrânia feita por Lula

O governo da Rússia avalia as propostas do presidente Luiz Inácio Lula da Silva para mediar a paz na Ucrânia e cessar o conflito, que completa um ano na sexta-feira. A informação foi anunciada pelo vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia, Mikhail Galuzin, em entrevista à agência de notícias russa Tass, divulgada nesta quinta-feira.

Segundo o vice-chanceler, Moscou “tomou nota” das várias declarações que Lula tem feito sobre a questão. O presidente brasileiro defende a necessidade de falar de paz e se opõe enfaticamente ao envio de armas, munições ou outras tecnologias bélicas ao governo de Volodymyr Zelensky:

— Tomamos nota das declarações do presidente do Brasil sobre o tema de uma possível mediação, a fim de encontrar caminhos políticos para evitar a escalada [da guerra] na Ucrânia, corrigindo erros de cálculo no campo da segurança internacional com base no multilateralismo e considerando os interesses de todos os envolvidos — afirmou. — Estamos examinando as iniciativas, principalmente do ponto de vista da política equilibrada do Brasil e, claro, levando em consideração a situação in loco.

Em uma foto de 2004, Lula, durante seu primeiro mandato, mostra ao presidente da Rússia, Vladimir Putin, a Praça dos Três Poderes em Brasília — Foto: Ailton de Freitas

Em uma foto de 2004, Lula, durante seu primeiro mandato, mostra ao presidente da Rússia, Vladimir Putin, a Praça dos Três Poderes em Brasília — Foto: Ailton de Freitas

Compartilhe

Facebook
Twitter
WhatsApp