Campo Grande, 26 de maio de 2024

Educação inicia posse de 265 professores aprovados em concurso e convocados já somam 747

A SED (Secretaria de Estado de Educação) deu início, em Campo Grande, à posse e lotação de 265 candidatos do Concurso Público de Provas e Títulos para o cargo de professor da Educação Básica, nomeados através dos Decretos “P” n. 128, de 18 de janeiro de 2023 publicado no DOE (Diário Oficial Eletrônico) n. 11.055, de 23 de janeiro de 2023 e “P” n. 141, de 27 de janeiro de 2023, divulgado no DOE n. 11.059, de 27 de janeiro de 2023. Com essa nova etapa, iniciada na última segunda-feira (27), o total de profissionais chamados já chega à marca de 747.

A atual chamada, realizada na SED, localizada na Avenida do Poeta, s/n – Parque dos Poderes, Bloco 5, em Campo Grande, segue até o dia 13 de março, conforme data e horário indicados para cada um dos candidatos, disponibilizado no DOE n. 11.065, de 1º de fevereiro deste ano. Na ocasião, os docentes nomeados devem apresentar o original dos documentos, tomar posse e escolher uma vaga de lotação.

As vagas são destinadas à docência de 12 componentes curriculares, sendo: Arte, Biologia, Educação Física, Filosofia, Física, Geografia, História, Língua Inglesa, Língua Portuguesa, Matemática, Química e Sociologia. Depois da nomeação para o exercício da função, para que o candidato seja empossado, é necessário passar pelo exame médico admissional, de caráter eliminatório.

No aguardo para a apresentação dos originais dos documentos, Tatiane Auxiliadora Ribeiro Rodrigues, professora de Biologia, contou como se sentiu ao saber que havia sido convocada: “é uma experiência indescritível, principalmente pra quem é da área de educação, busca um cargo público, vem em uma sequência de Concursos Públicos realizados e você vê o seu nome ali para a nomeação; é uma emoção muito grande não somente para mim, como também para meus familiares e amigos”.

Moradora de Corumbá, Tatiane Rodrigues também se vê em meio a uma mudança, uma vez que foi convocada para assumir vaga em Campo Grande. “A mudança gera um pouco de ansiedade, porque vou mudar da minha cidade e tenho que buscar quais escolas serei lotada para dar aula, tem a busca por uma casa e, também tem a expectativa que haja um acolhimento escolar destes novos professores que estão chegando”, disse.

Vindo de ainda mais longe, o professor de Biologia Lucas Sawaris Damian, morador de Tangará da Serra/MT, distante 946 quilômetros de Campo Grande, soube do Concurso por colegas de trabalho e a remuneração lhe chamou a atenção “o salário, um dos melhores do Brasil, foi um atrativo em relação à oportunidade que estava sendo ofertada aqui”, disse.

Em relação à mudança, o professor, que ainda procura uma casa para se instalar, trouxe consigo uma lista de escolas as quais deseja ser lotado e teve uma boa impressão dos campo-grandenses. “Fiquei muito feliz [com a nomeação] porque foi um Concurso difícil, então foi uma conquista muito grande. Aqui é um Estado semelhante ao local de onde eu vim [Mato Grosso], foi ofertado uma grande quantidade de vagas para diversas áreas e eu vi uma oportunidade interessante nesse Concurso; achei as pessoas daqui receptivas e gentis”, afirmou Lucas Sawaris Damian.

De acordo com a Tânia Cristina Barreto, superintendente de Gestão de Pessoas (SUGESP), a previsão do Concurso era de que 722 docentes seriam nomeados, entretanto, devido ao não comparecimento de alguns candidatos, desde julho de 2022, já foram chamados 747 professores. Em caso de não comparecimento dos profissionais convocados, novas chamadas poderão ocorrer, a fim de atender as demandas apontadas pela pasta. Atualmente, a REE (Rede Estadual de Ensino) conta com cerca de 7 mil professores efetivos.

Remuneração

Nos últimos anos, Mato Grosso do Sul se consolidou como a unidade da federação que melhor remunera os professores efetivos em sua Rede Estadual de Ensino. No ano de 2022, os vencimentos dos profissionais concursados, com carga horária de 40h/semanais, que já era o melhor do País, passou para R$ 10.318,18 – valor acima do piso nacional da categoria, que atualmente é de R$ 4.420,55.

Os professores aprovados para atuarem nos municípios de Campo Grande, Corumbá, Dourados, Maracaju, Paranaíba, Três Lagoas, Nova Andradina, Ponta Porã, Mundo Novo, Amambai, Aral Moreira, Coxim e São Gabriel do Oeste cumprirão jornada de 20 horas semanais nas etapas do Ensino Fundamental e Médio.

Thaís Davis, Comunicação SED
Fotos: Ricardo Agra/SED

Compartilhe

Facebook
Twitter
WhatsApp