Campo Grande, 22 de abril de 2024

Regulação “forte, capaz e técnica” da AGEMS é essencial para atração de investimentos, afirma Riedel

Com o início efetivo da concessão rodoviária de 412 quilômetros da MS-112/BR-436/BR-158, cabe à Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos (AGEMS)  garantir o cumprimento do contrato e os resultados previstos para melhoria do tráfego e impulso ao desenvolvimento da região e do Mato Grosso do Sul.

Isso significa regular e fiscalizar a qualidade de investimentos que chegam, somente em 2023, a cerca de R$ 550 milhões, somando-se os R$ 350 milhões da nova concessão e mais os R$ 200 milhões da MS-306, que em abril completa três anos de operação pela iniciativa privada.  O mesmo grupo empresarial é responsável pelos dois empreendimentos.

Ao assinar hoje (23/4) o contrato com a Way 112, o governador Eduardo Riedel destacou que bons projetos e regulação eficiente são essenciais para a modernização iniciada há cerca de oito anos, tendo como caminho a atração de investimentos privados.  “Para um estado que pensa grande e atrai a iniciativa privada, nós precisamos de uma agência de regulação forte, capaz, técnica, que tenha saúde ao longo da relação [com o investidor], e você e todo seu time têm feito esse trabalho”, afirmou Riedel ao diretor-presidente da AGEMS, Carlos Alberto de Assis.

Regulação para o desenvolvimentoway 112.7 e1679615105967 Regulação “forte, capaz e técnica” da AGEMS é essencial para atração de investimentos, afirma Riedel

Com o contrato assinado, o Estado entregou à WAY 112 – Concessionária das Rodovias do Leste do MS o Termo de Arrolamento de Bens que repassa todos os ativos à gestão da empresa, cujos trabalhos iniciam a partir do dia 2 de abril, de acordo com o presidente do grupo, Paulo Lopes. “A meta é recuperar o pavimento em dez meses e mudar a cara da rodovia”, anunciou.

way 112.4 e1679614839507 Regulação “forte, capaz e técnica” da AGEMS é essencial para atração de investimentos, afirma RiedelTem início também aí o trabalho da Agência Reguladora, para assegurar todas as obras e ações previstas para os próximos 30 anos da concessão, visando a recuperação, operação, manutenção, conservação, implantação de melhorias e ampliação de capacidade das estradas.

“É uma responsabilidade muito grande, mas assumimos com tranquilidade, porque temos uma equipe técnica preparada, que já tem uma boa experiência de trabalho nos 220 quilômetros da MS-306”, assegura Carlos Alberto de e Assis.

way 112.6 e1679614812364 Regulação “forte, capaz e técnica” da AGEMS é essencial para atração de investimentos, afirma Riedel

Ele destaca a expectativa positiva, considerando a expertise da AGEMS e o desempenho da concessionária, observado na primeira concessão. “É uma região de grande produtividade para o estado, especialmente do agronegócio, e do crescimento da produção de celulose, então, precisa de infraestrutura, de boas rodovias. A Way tem sido uma boa parceira do Estado e nós vamos fiscalizar para que tudo o que está no contrato seja feito. É um ganho para a empresa que está investindo, para aqueles que precisam da estrada e para todos os sul-mato-grossenses.

way 112 e1679614888447 Regulação “forte, capaz e técnica” da AGEMS é essencial para atração de investimentos, afirma Riedel way 112.5 e1679614827465 Regulação “forte, capaz e técnica” da AGEMS é essencial para atração de investimentos, afirma Riedel

Publicado por: Gizele Oliveira

Compartilhe

Facebook
Twitter
WhatsApp