Campo Grande, 22 de abril de 2024

Censo Previdenciário: prazo para atualização cadastral encerra em 30 dias

Em 30 dias termina o prazo para a realização do Censo Previdenciário voltado aos servidores públicos estaduais da ativa, aposentados e pensionistas. Iniciado em 9 de janeiro, o recadastramento obrigatório finaliza em 28 de abril de 2023.

Até o momento, cerca de 42% dos 72.835 mil servidores enviaram os dados à Ageprev (Agência de Previdência Social de Mato Grosso do Sul) por meio da plataforma de realização do Censo, que pela primeira vez ocorre no formato híbrido, ou seja, on-line e presencial para públicos específicos, como aposentados ou pessoas que necessitem de orientação.

“O Censo é obrigatório, em cumprimento a uma lei Federal, que institui que a cada cinco anos é necessário atualizar as informações dos servidores. Com foco na atuação inclusiva, digital e verde, o Governo do Estado modernizou a metodologia do recadastramento de dados, que neste ano ocorre on-line, via site do Censo. Isso assegura mais proteção aos dados, agilidade e eficácia do processo. Vale ressaltar que ações de apoio, como atendimentos itinerantes no interior do Estado e em órgãos estaduais e orientação pelo telefone e WhatsApp, fortalecendo seu compromisso com o servidor”, relata a secretária de Administração, Ana Carolina Nardes.

Com equipes direcionadas à orientação, a SAD (Secretaria de Administração), por meio da Ageprev capacitaram profissionais de todos os setores de Recursos Humanos do Executivo Estadual e pactuaram parcerias com a Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, Ministério Público de Mato Grosso do Sul, Defensoria Pública de Mato Grosso do Sul, Tribunal de Contas do Estado e Secretaria de Estado de Educação, que se tornaram disseminadores de informações e instalaram bases de atendimento do Censo Previdenciário em suas dependências.

O atendimento itinerante atendeu servidores nos municípios de Três Lagoas, Corumbá, Naviraí, Ponta Porã, Coxim, Jardim, Dourados e Nova Andradina.

“Apesar de ser um sistema simples e efetivo, são solicitados diversos documentos e a orientação é de que não deixe para realizar o Censo perto do prazo final. Caso haja alguma dificuldade, a equipe da Ageprev disponibiliza canais de atendimento para auxiliar sobre o processo. É importante que o público-alvo não deixe de recadastrar os dados. A ausência da atualização das informações pode acarretar na suspensão do benefício”, esclarece a secretária.

Quem deve realizar o Censo

A atualização cadastral é obrigatória para os seguintes públicos: segurados, dependentes, aposentados e pensionistas dos órgãos, das autarquias e das fundações do Poder Executivo, dos Poderes Legislativo e Judiciário, do Ministério Público, do Tribunal de Contas e da Defensoria Pública vinculados ao RPPS/MS (Regime Próprio de Previdência Social); militares estaduais, ativos, da reserva remunerada, reformados, dependentes e pensionistas vinculados ao SPSM/MS (Sistema de Proteção Social dos Militares) e servidores ativos que estejam cedidos, em autorização de exercício, em designação de exercício, a qualquer título, independentemente do destino, licenciados, afastados ou que, por qualquer motivo, estejam ausentes de suas atividades.

Como realizar o Censo

Para assegurar a eficácia e agilidade do recadastramento, assim como em conformidade com a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados), o Censo Previdenciário deve ser realizado, preferencialmente na modalidade on-line, por meio do site: www.censo.ms.gov.br. Neste portal há todas as informações, documentação necessária e passo-a-passo para realização do envio de dados de forma simples e segura. O período de atualização cadastral encerra em 28 de abril de 2023.

Para o caso de dúvidas há ainda o atendimento pelo telefone (67) 4042-1007 ou WhatsApp (67) 99630-7481.

Elci Holsback, SAD

Compartilhe

Facebook
Twitter
WhatsApp