Campo Grande, 22 de junho de 2024

Coronel Benito Franco, ex-comandante da Rotam, é preso em operação que investiga atos golpistas

Por Gabriela Macêdo e Michel Gomes, g1 Goiás

O coronel e ex-comandante das Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (Rotam), Benito Franco, foi preso pela Polícia Federal (PF), em Goiânia. A prisão aconteceu durante a operação Lesa Pátria, realizada pela corporação na manhã desta terça-feira (18) e foi confirmada por fontes da TV Anhanguera.

g1 não localizou a defesa de Benito até a última atualização desta reportagem.

Tenente-coronel Benito Franco quando assumiu o comando da Rotam, em Goiás — Foto: Paula Resende/G1

Tenente-coronel Benito Franco quando assumiu o comando da Rotam, em Goiás — Foto: Paula Resende/G1

Segundo a PF, a operação tem como objetivo identificar pessoas que participaram, financiaram, omitiram-se ou fomentaram os atos golpistas do dia 8 de janeiro, em Brasília, no Distrito Federal. No ato, o Palácio do Planalto, o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal foram invadidos e destruídos.

A Polícia Militar de Goiás informou que acompanhou todos os atos de cumprimento do mandado de prisão do coronel Benito Franco e segue colaborando com a Justiça.

g1 pediu informações sobre o caso para o Governo de Goiás e para a Secretaria de Segurança Pública de Goiás (SSP-GO), mas não teve retorno até a última atualização desta reportagem.

Além do ex-comandante, outra pessoa foi presa, mas a identidade dela não foi divulgada. Também foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão na capital goiana.

A operação

 

Em comunicado à imprensa, a polícia detalhou que os fatos que são investigados envolvem: abolição violenta do Estado Democrático de Direito, golpe de Estado, dano qualificado, associação criminosa, incitação ao crime, destruição e deterioração ou inutilização de bem especialmente protegido.

Benito Franco Santos tem 43 anos e é coronel da Polícia Militar de Goiás. O coronel ficou à frente da Rotam de janeiro de 2019 a agosto de 2021, segundo informações divulgadas no g1 e no portal oficial do Governo de Goiás.

Há quase 25 anos na PM, Benito também é comandante de aeronave. O g1 mostrou em 2019 que o coronel é instrutor de vários temas no Curso Operacional da Rotam, como tiro policial defensivo, abordagens e doutrina da corporação.

Nas eleições de 2022, Benito foi candidato a deputado federal pelo Partido Liberal (PL) e obteve 10.343 votos.

Compartilhe

Facebook
Twitter
WhatsApp