Campo Grande, 19 de julho de 2024

Primeiro curso de criação de abelhas sem ferrão vai ocorrer no Parque das Nações

O meliponário do Parque das Nações Indígenas vai se transformar em uma grande sala de aula ao ar livre no próximo domingo (30). Pela primeira vez, o local terá um curso aberto ao público de criação racional de abelhas nativas sem ferrão. As inscrições estão abertas e as vagas são limitadas.

Inaugurado no fim de janeiro, o espaço já recebeu visitas guiadas e capacitações fechadas, mas agora a Agraer (Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural) estende a oportunidade a todos os amantes da meliponicultura, seja por interesse econômico ou hobby. O evento será realizado o dia inteiro com intervalo para o almoço (das 8h às 11h30 e das 13h30 às 16h30).

 Na parte teórica, os alunos aprenderão sobre as características das diferentes espécies de abelhas nativas sem ferrão e quais são aquelas que podem ser criadas em Mato Grosso do Sul. A aula inclui ainda orientações sobre como iniciar o plantel e qual a documentação necessária para tal.

Em seguida, haverá aula prática de confecção de iscas para captura das abelhas. Por isso, pede-se que os participantes levem uma garrafa pet com capacidade de no mínimo um litro. Dessa forma, além do conhecimento, já poderão instalar a armadilha e, seguindo as orientações dos instrutores corretamente, obter o primeiro enxame.

A professora será a zootecnista Jovelina Maria de Oliveira, da Agraer. Juntamente com a Alespana (Associação Leste Pantaneira de Apicultores), ela é uma das idealizadoras do meliponário e responsável por monitorar os enxames do Parque das Nações.

O curso é de graça e tem apenas 20 vagas. Para fazer a inscrição, basta ligar no telefone 3318-5137. Cancelamento somente em caso de chuva.

Ricardo Campos Jr, Comunicação Agraer
Fotos: Divulgação/Agraer

Compartilhe

Facebook
Twitter
WhatsApp