Campo Grande, 22 de junho de 2024

Pérez vence GP do Azerbaijão e se aproxima de Verstappen na tabela

Por Redação ge — Baku, Azerbaijão

Sergio Pérez escreveu seu nome na história do GP do Azerbaijão ao vencer a corrida neste domingo e se tornar o primeiro a triunfar duas vezes no Circuito de Baku, desde a estreia da pista em 2016. O mexicano aproveitou um incidente para assumir a liderança e terminar à frente de Max Verstappen. Pole position, Charles Leclerc chegou em terceiro, conquistando o primeiro pódio da Ferrari em 2023.

Sergio Pérez comemora segunda vitória da carreira no GP do Azerbaijão de 2023; a primeira no Circuito de Baku foi em 2021 — Foto: Mark Thompson/Getty Images

Sergio Pérez comemora segunda vitória da carreira no GP do Azerbaijão de 2023; a primeira no Circuito de Baku foi em 2021 — Foto: Mark Thompson/Getty Images

Após quatro corridas a diferença entre Verstappen, líder no campeonato e Pérez, vice-líder, vai de 13 para oito pontos. Esta foi a sexta vitória da carreira do piloto da RBR e sua quinta em circuitos de rua. Além de Baku, o mexicano já venceu em Mônaco, Singapura e na Arábia Saudita.

As duas RBRs precisaram de apenas quatro voltas para garantirem a terceira dobradinha de 2023, superando Leclerc sucessivamente. A partir daí, foi só questão de definir qual piloto da equipe austríaca venceria.

Sergio Pérez e RBR comemoram vitória no GP do Azerbaijão e a quarta da equipe em 2023 — Foto:  Mark Thompson/Getty Images

Sergio Pérez e RBR comemoram vitória no GP do Azerbaijão e a quarta da equipe em 2023 — Foto: Mark Thompson/Getty Images

Agora, os colegas da equipe austríaca possuem duas vitórias cada: Verstappen no Bahrein e Austrália, e Pérez na Arábia Saudita e Azerbaijão. A RBR, agora com três dobradinhas em 2023, segue absoluta no campeonato de construtores.

Max, líder provisório, se prejudicou com o momento ruim para sua troca de pneus. O holandês foi convocado para os boxes na volta 11, quando Nyck de Vries bateu. Ele retornou em sétimo e, logo em seguida, o safety car entrou na pista e interrompeu os avanços do bicampeão. Verstappen avançou para terceiro e só conseguiu superar Leclerc para garantir a vice-liderança.

Sergio Pérez lidera GP do Azerbaijão da F1 2023 — Foto: NATALIA KOLESNIKOVA / AFP

Sergio Pérez lidera GP do Azerbaijão da F1 2023 — Foto: NATALIA KOLESNIKOVA / AFP

As tendências do fim de semana em torno da Ferrari, Aston Martin e Mercedes se confirmaram; a escuderia italiana, pole position da corrida de domingo e da corrida sprint com Leclerc, permaneceu na parte da frente da tabela e subiu ao pódio pela primeira vez no ano, apesar da ineficiência para brigar de frente com a líder RBR.

A Aston Martin deixou de ser co-protagonista e voltou a se ver num duelo com a Mercedes; esta, sem apresentar uma grande evolução apesar da promessa de melhorias para os carros das duas equipes. Alonso, porém, manteve-se como o “melhor do resto” e ainda saiu bem-sucedido de uma briga direta com Carlos Sainz, da Ferrari.

Resultado

 

Resultado do GP do Azerbaijão

Posição Piloto Diferença
Sergio Pérez (RBR)
Max Verstappen (RBR) +2s137
Charles Leclerc (Ferrari) +21s217
Fernando Alonso (Aston Martin) +22s024
Carlos Sainz (Ferrari) +45s491
Lewis Hamilton (Mercedes) +46s145
Lance Stroll (Aston Martin) +51s617
George Russell (Mercedes) +74s240
Lando Norris (McLaren) +80s376
10º Yuki Tsunoda (AlphaTauri) +83s862
11º Oscar Piastri (McLaren) +86s501
12º Alexander Albon (Williams) +88s623
13º Kevin Magnussen (Haas) +89s729
14º Pierre Gasly (Alpine) +91s332
15º Esteban Ocon (Alpine) +97s794
16º Logan Sargeant (Williams) +100s943
17º Nico Hulkenberg (Haas) 1 volta
18º Valtteri Bottas (Alfa Romeo) 1 volta
Guanyu Zhou (Alfa Romeo) ABANDONOU
Nyck de Vries (AlphaTauri) ABANDONOU

A F1 retorna já no próximo domingo, 7 de maio, com o GP de Miami – a quinta etapa da temporada 2023. Confira aqui o calendário do campeonato.

A largada

 

Leclerc manteve a liderança com segurança à frente de Verstappen e Pérez. As seis primeiras posições foram mantidas. Abaixo, porém, Stroll ganhou duas posições e foi de nono para sétimo e Russell, da Mercedes, entrou na zona de pontuação após largar em 11º e alcançar o nono lugar. Quem mais perdeu posições foi Bottas, que caiu de 13º para 18º.

Largada do GP do Azerbaijão da F1 em 2023 — Foto: Resul Rehimov/Anadolu Agency via Getty Images

Largada do GP do Azerbaijão da F1 em 2023 — Foto: Resul Rehimov/Anadolu Agency via Getty Images

No fundo do grid, Alexander Albon acabou tocando em Oscar Piastri e Kevin Magnussen se envolveu na confusão. O dinamarquês da Haas sofreu um dano em sua asa dianteira, mas conseguiu ganhar três posições e subir para 13º. O incidente não paralisou a corrida.

Verstappen assume liderança

 

Já na terceira volta, Verstappen conseguiu manter-se a menos de meio segundo de Leclerc. A manobra decisiva veio na curva 4, na volta seguinte. Depois do bote do bicampeão, o monegasco da Ferrari entrou na mira de Pérez, que também o superou sem nenhuma dificuldade na volta seis.

Companheirismo

 

Stroll, em sétimo, encostou em Alonso na volta seis. Porém, o canadense avisou ao colega da Aston Martin que não o atacaria porque ambos estavam na mesma estratégia: passar Hamilton.

Ao ser informado pela equipe, porém, o bicampeão espanhol respondeu que o companheiro poderia ultrapassá-lo se quisesse. Alonso e Stroll ascenderiam à quinto e sexto, respectivamente, quando o heptacampeão da Mercedes fez sua primeira troca de pneus na volta 10.

Incidente joga a favor de Pérez

 

Na volta 11, Nyck de Vries passou reto e bateu na barreira de proteção da curva seis. A RBR mandou o líder Verstappen para os boxes ainda na transição da bandeira verde para o safety car; o holandês retornou à pista em sétimo, atrás de Russell, no momento em que o carro de segurança surgiu.

Pérez, Leclerc, Sainz, Alonso, Stroll e Russell fizeram suas trocas sob safety car, alçando o bicampeão da RBR à terceira colocação. As paradas simultâneas geraram um movimento anormal no pit lane; Russell e Stroll chegaram a ficar lado a lado e Leclerc saiu de sua troca de pneus muito próximo de Pérez.

Bom para Esteban Ocon e Nico Hulkenberg; a dupla largou do pit lane por modificarem componentes do carro e entraram na zona de pontuação, em nono e décimo. No entanto, o francês ainda não havia feito sua troca de pneus.

Leclerc foi um alvo fácil de Verstappen na relargada, na volta 14; no entanto, o holandês bicampeão ficou atrás do colega de equipe. No mesmo momento, Alonso ultrapassou o compatriota Sainz e assumiu o quarto lugar da prova, que manteve até o fim da disputa.

Segundo capítulo de Aston Martin x Mercedes

 

Após perder posições devido à entrada do safety car depois de sua troca de pneus, Hamilton estacionou na sétima colocação atrás de Stroll. Dessa vez como caçador, o heptacampeão aproveitou-se de dois erros que quase levaram o canadense ao muro para superá-lo, na volta 20.

Em sexto lugar, Sainz era o próximo alvo do britânico, mas Hamilton não conseguiu alcançá-lo até o fim da prova. Enquanto isso, o piloto do carro 18 da Aston Martin entrou na mira de outra Mercedes: a de Russell. Ainda assim, o canadense sustentou sua posição e ainda superou o rival britânico no campeonato de pilotos; Stroll agora é sexto na tabela, uma colocação à frente de Russell.

O prometido “carro B” da McLaren para a etapa do Azerbaijão não vingou como o esperado, mas ao menos garantiu dois pontos para a equipe britânica.

Apesar das expectativas criadas pelo bom desempenho de Lando Norris e Oscar Piastri ao longo do fim de semana, a dupla andou fora da zona de pontuação pela maior parte da corrida; só nas últimas voltas Norris conseguiu passar Hulkenberg e posteriormente assumir o nono lugar.

Nas duas últimas voltas…

 

O ponto extra da volta mais rápida conquistado por Russell veio porque Mercedes havia reservado um último jogo novo de pneus macios para ele. O britânico foi convocado ao pit lane na penúltima volta.

Ocon, que largou do pitlane, conseguiu chegar à zona de pontuação e ocupava a nona colocação até a volta final – porém, não havia feito seu pit stop, que enfim completou já perto da bandeirada. O francês da Alpine caiu para 15º. No entanto, o francês foi surpreendido por uma multidão que já se aglomerava aos arredores do pódio – localizado próximo à entrada do pit lane. Ocon conseguiu desviar do grupo, apesar do susto.

Compartilhe

Facebook
Twitter
WhatsApp