Campo Grande, 13 de junho de 2024

Ponte entre Mato Grosso do Sul e Paraná abre nova rota de desenvolvimento

A construção de uma nova ponte sobre o Rio Paraná será uma importante ligação entre Mato Grosso do Sul e o Paraná e vai encurtar distâncias entre os dois estados, ligando o distrito de Porto São José, em São Pedro do Paraná, no noroeste paranaense, à cidade sul-mato-grossense de Taquarussu. Este foi o assunto do encontro que o vice-governador Barbosinha teve nesta quinta-feira (25), na Governadoria, a pedido do governador Eduardo Riedel, com a diretoria da Socipar (Sociedade Civil Organizada do Paraná).

Com 2 km de extensão e orçado em R$ 2,9 milhões, o projeto da nova ponte já possui EVTEA (Estudos de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental), contratados pela Itaipu Binacional por meio de convênio firmado, no ano passado, entre a hidrelétrica e os governos de Mato Grosso do Sul e do Paraná.

O vice-governador destaca que a ponte será essencial para desenvolver a região sudeste do Estado, e vai trazer incrementos importantes ao Vale do Ivinhema, além de beneficiar municípios do entorno. Barbosinha parabenizou os representantes da entidade que têm lutado ao lado dos Governos pela concretização do sonho de empresários e da população sul-mato-grossense e paranaense.

“Agora, vou levar essa nossa conversa ao Eduardo Riedel e ver como posso ajudar também em uma conversa com o secretário de Infraestrutura e Logística, Hélio Peluffo. Essa, sem dúvida, é uma obra que cria mais um importante corredor logístico para escoamento da produção agrícola, encurta trajetos e é mais uma rota que será utilizada para o desenvolvimento nos dois estados ”, defende.

Este é um projeto importante de integração, principalmente, para o agronegócio e turismo para o Paraná e o Mato Grosso do Sul, avalia o presidente da Socipar, Dermerval Adilson Silvestre.

“Acredito que essa ponte será uma porta de entrada do desenvolvimento, beneficiando empresas nacionais e multinacionais. Já temos empresas nos procurando interessados em se instalar nos dois estados. Temos três que já estão instaladas no Paraná em decorrência dessa obra. É uma economia para escoar a produção de mais ou menos 130 km de estrada”, explicou.

De acordo com a proposta, em Mato Grosso do Sul devem ser implantados 30 km da rodovia MS-473 e um viaduto de acesso em Taquarussu. Já no estado do Paraná, o projeto prevê a restauração de 19,8 km da PR-577 e ainda a construção de contorno em Porto São José, distrito do município de São Pedro do Paraná.

Participaram da reunião, o deputado estadual Roberto Hashioka, o empresário Jaime Valler e o vice-presidente da Socipar, Ivo Pierin Junior Junior. A Socipar é composta por 210 entidades e lideranças e exerceu papel precursor e participação atuante na defesa da interligação entre o Paraná e Mato Grosso do Sul.

Luciana Bomfim, Comunicação da vice-governadoria
Fotos: João Garrigó

Compartilhe

Facebook
Twitter
WhatsApp