Campo Grande, 18 de junho de 2024

Sanesul investe mais de R$ 7 milhões para reforçar segurança hídrica em 7 municípios de MS

O Governo de Mato Grosso do Sul está intensificando seus investimentos para garantir a segurança hídrica em várias unidades consumidoras atendidas pela Sanesul (Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul), mesmo contando com o sistema de abastecimento de água universalizado em sua área de concessão.

A empresa licitou obras de perfuração de poços tubulares profundos, cujo investimento total será de R$ 7.084.858,00, com objetivo de aumentar a produção de água potável para residências em sete municípios operados pela empresa.

Os municípios contemplados com esses investimentos são Amambai, Caarapó, Caracol, Chapadão do Sul, Itaporã, Naviraí e Nioaque.

A estratégia do governador Eduardo Riedel dentro de seu compromisso municipalista é que a população desses municípios seja atendida com água tratada de boa qualidade, buscando o bem-estar das famílias.

Apesar da universalização do setor, o diretor-presidente da Sanesul, Renato Marcílio, destaca a importância das ações preventivas para combater a escassez do produto, especialmente durante períodos de estiagem.

Segundo ele, essa determinação do governador reflete o compromisso do governo estadual com o acesso universal aos serviços essenciais, visando não apenas suprir uma necessidade básica, mas também promover a melhoria das condições de vida e o bem-estar das famílias que residem nessas localidades.

Na prática, a empresa continua intensificando a perfuração de novos poços e a construção de reservatórios para aumentar a reservação e garantir a segurança hídrica nos municípios sob sua responsabilidade.

“A Sanesul está comprometida em assegurar que toda a população dos municípios atendidos receba água tratada, preservando a saúde e o bem-estar das famílias”, afirma.

Para o dirigente, esse compromisso reflete a importância que a Sanesul atribui à responsabilidade social e ambiental, além do desenvolvimento sustentável de várias regiões.

Segundo Renato Marcílio, com essas medidas proativas e investimentos significativos, a companhia busca fortalecer a segurança hídrica nas cidades atendidas, preparando-se para enfrentar desafios futuros e oferecendo um serviço de excelência aos seus usuários.

“A empresa continua firme em sua missão de contribuir para a melhoria da qualidade de vida da população e para a preservação dos recursos hídricos, tão essenciais para o desenvolvimento econômico e social do Estado”, reforça o dirigente, que tem discutido estratégias de investimentos e outras ações importantes com o governador Eduardo Riedel, prefeitos e parlamentares representantes das cidades parceiras.

PERFURAÇÃO DE POÇOS

Entre os investimentos previstos, a Sanesul irá perfurar um poço tubular profundo em Amambai com previsão de profundidade de 200 metros e vazão de 100 metros cúbicos por hora, no valor total de R$ 1.055.000,00.

Em Caarapó, serão investidos R$ 2.902.000,00 na obra de perfuração de um poço com previsão de profundidade de 550 metros e vazão de 200 metros cúbicos por hora.

A obra em Caracol custará R$ 379.758,00, sendo a perfuração de um poço com previsão de profundidade de 200 metros e vazão de 15 metros cúbicos por hora.

O investimento em Chapadão do Sul será de R$ 758.600,00 para perfuração de um poço com previsão de profundidade de 160 metros e vazão de 100 metros cúbicos por hora.

Em Itaporã, onde o investimento será de R$ 841.500,00, o poço tem previsão de profundidade de 200 metros e vazão de 100 metros cúbicos por hora.

Já em Naviraí, a Sanesul investirá R$ 739 mil na perfuração de um poço com previsão de profundidade de 130 metros e vazão de 50 metros cúbicos por hora, enquanto que em Nioaque a obra do poço de 150 metros e vazão de 20 metros cúbicos por hora, custará R$ 409 mil.

Sanesul

Compartilhe

Facebook
Twitter
WhatsApp