Campo Grande, 11 de dezembro de 2023

Conectividade é um dos atrativos de Mato Grosso do Sul para receber novos investimentos

A conectividade é um dos pontos estratégicos para atrair novos investimentos para o Mato Grosso do Sul. Durante as reuniões que ocorrem no MS Day, evento de promoção do Estado e que está sendo realizado nesta terça-feira (1), na capital paulista, ficou evidente a preocupação dos empresários em garantir um ambiente favorável ao processo industrial 4.0.

O governador Eduardo Riedel destacou que um dos projetos mais ousados em andamento no Estado é a digitalização dos equipamentos públicos e oferta de novos serviços para a população. Executada por uma multinacional chilena, vencedora do certame na B3 (Bolsa de Valores de São Paulo), a iniciativa vai levar fibra ótica para os mais de 1500 prédios públicos nos 79 municípios do estado.

“Isso é competitividade para o setor privado. A iniciativa privada chega com uma indústria e pergunta como está a conectividade no estado”, respondeu Riedel, durante coletiva de imprensa no final desta manhã.

De acordo com chefe do executivo estadual, o empresariado tem à sua disposição uma infraestrutura capaz de suportar a sua competitividade. “São várias frentes de ação que nós estamos promovendo e o MS Day tem o propósito e o objetivo de chamar o empresariado nacional que está aqui em São Paulo e fazer parcerias. O Mato Grosso do Sul é uma terra de oportunidades, que atrai pessoas que querem qualidade de vida e buscam uma oportunidade de trabalho, emprego e renda e vão encontrar no estado”, destacou.

Para a secretária Especial de Parcerias Estratégicas (EPE) do Estado de Mato Grosso do Sul, Eliane Detoni, a Infovia Digital é um projeto de infraestrutura elaborado para estancar gargalos e trazer conectividade para o estado.

“Quando a gente fala de conectividade não estamos falando apenas em trazer infraestrutura só para empresas e indústrias que se instalam, mas também melhorar a qualidade na prestação de serviços na área pública. A Infovia vai conectar todas as unidades do estado por meio de fibra ótica, com mais de 7 mil km de extensão, disponível em 119 praças públicas e que receberão o wi-fi gratuito. Então, estamos falando de inclusão digital, tão importante hoje em dia”, garante Detoni.

O projeto também contará com videomonitoramento. “Mais um vez, estamos cuidando de todo um aspecto de segurança pública, com câmeras instaladas nas rodovias, visando a segurança viária. Este futuro já está acontecendo hoje no Mato Grosso do Sul. A nossa intenção é que consigamos antecipar as entregas. A concessionária tem até o próximo ano para finalizar o estado todo conectado. Estamos falando de uma rede alta velocidade. Na capital, a entrega deverá acontecer no final de agosto. Temos uma perspectiva muito positiva que o estado esteja já conectado em julho de 2024”, completa.

Ainda de acordo a secretária da EPE, o MS Day permite este panorama de ampliar e dar visibilidade para o Mato Grosso do Sul.

As Parcerias Público-Privadas (PPPs) e concessões com projetos já assinados e investimentos privados somam R$ 10 bilhões. Ainda segundo a secretária, uma carteira de projetos, que está em preparação, prevê investimentos privados na ordem de R$ 18 bilhões.

“A logística de transporte tem sido uma tônica, um setor pensado com muito cuidado e responsabilidade para que a gente possa pensar numa integração destes modais de transporte e cada vez mais entregar infraestrutura adequada para suportar o trânsito de mercadorias e garantir a trafegabilidade das rodovias com segurança para os usuários. Além das rodovias já concessionadas, os próximos lotes que estamos modelando inclui projetos de aeroportos regionais e também hidrovia, com um ancourado em Porto Murtinho para o setor investir com segurança no Mato Grosso do Sul”, diz Eliane Detoni.

Alexandre Gonzaga, Comunicação do Governo de MS


Fotos: Álvaro Rezende

Compartilhe

Facebook
Twitter
WhatsApp