Campo Grande, 22 de junho de 2024

“MS Vacina Mais Drive Thru”: estruturas dos Bombeiros e da PM poderão ser utilizadas para vacinação

Com objetivo de fortalecer as estratégias de imunização junto aos 79 municípios, o Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, por meio da SES (Secretaria de Estado de Saúde), institui o Projeto “MS Vacina Mais Drive Thru” que vai destinar incentivo financeiro estadual para auxiliar no desenvolvimento de ações de vacinação a ser realizadas pelos municípios.

A etapa do Projeto “MS Vacina Mais Drive Thru” contará com a parceria da Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública) onde as ações poderão ocorrer dentro das estruturas físicas do Corpo de Bombeiros Militar ou da Polícia Militar, em cada município do Estado.

O projeto começa a partir do dia 12 de agosto e ocorrerá por 15 dias, das 8 horas às 19 horas, sem intervalo para o almoço e com horário estendido.

Para a coordenadora estadual de Vigilância Epidemiológica da SES, Ana Paula Rezende Goldfinger, o projeto de incentivo financeiro será para que os 79 municípios do Estado consigam retomar e melhorar a cobertura vacinal.

“Nós vamos usar a memória de cálculo do incentivo financeiro estadual de custeio vigente na Resolução que é de R$ 5 mil por ponto estratégico de vacinação municipal, sendo o total repassado em duas parcelas. A primeira parcela do montante será repassada já em agosto, mas somente mediante a entrega de documentos até o dia 9 de agosto, seguindo os critérios que estão previstos na resolução.

Ponto de Vacina%C3%A7%C3%A3o no Bombeiros Foto Bruno Rezende 04 “MS Vacina Mais Drive Thru”: estruturas dos Bombeiros e da PM poderão ser utilizadas para vacinação
Ponto de Vacinação no Bombeiros 

A segunda parcela será repassada no mês de setembro, mas somente após a análise da ação que foi executada pelo município”, explica.

Ana Paula ainda esclarece que nas estruturas militares onde não for possível a implementação da modalidade Drive Thru, os municípios poderão realizar a ação em formato alternativo.

A Resolução n. 62/SES/MS ainda prevê um bônus para os municípios, no valor de mais R$ 2,5 mil, por ponto de vacinação ativo, que comprovarem incremento de 10% em pelo menos 1 (uma) das duas vacinas que apresentaram menor desempenho de cobertura vacinal.

Quanto a fiscalização, a resolução esclarece que caberá a gestão municipal, por meio de sua Vigilância Sanitária Municipal, supervisionar periodicamente as respectivas salas de vacinação para averiguação da correta organização do serviço.

O ranking de desempenho de vacinal e a resolução completa podem ser conferidas no endereço:  https://agenciadenoticias.ms.gov.br/wp-content/uploads/2023/08/DO11235_07_08_2023-MS-VACINA.pdf 

Coberturas vacinais

No Estado, alguns imunizantes ainda possuem baixas coberturas vacinais. Por isso, a SES/MS ressalta que as vacinas apresentadas são seguras e quando tomadas estimulam o sistema imunológico a proteger a pessoa contra doenças transmissíveis.

A SES/MS ainda chama a atenção para a importância da vacinação para crianças até 5 anos de idade que são consideradas mais suscetíveis às doenças transmissíveis.

Quais são as vacinas disponíveis no Projeto:

• BCG;
• Hepatite B em crianças até 30 dias;
• Rotavírus Humano;
• Meningococo C;
• Hepatite B;
• Pneumocócica;
• Poliomielite;


• Febre Amarela;
• Hepatite A;
• Tríplice Viral D1.

Ainda serão disponibilizadas vacina da Covid-19 e da Influenza.

Adesão ao Projeto “MS Vacina Mais Drive”

Instituído em caráter provisório o Projeto “MS Vacina Mais Drive Thru” estabelece os critérios e o fluxo para o repasse de incentivo financeiro estadual de custeio para o fortalecimento das ações de vacinação dos municípios em Mato Grosso do Sul.

O envio do cronograma das ações de intensificação de vacinação, referente as ações programadas deverão ser enviadas até o dia 9 de agosto, fisicamente para CEVE (Coordenadoria Estadual de Vigilância Epidemiológica), no endereço Rua Delegado Osmar de Camargo – Jardim Veraneio, Campo Grande – MS, 79037-108 (em frente à ACADEPOL) e digitalmente em formato PDF para o e-mail: [email protected], para validação por parte da equipe técnica da Secretaria de Estado de Saúde, a fim de que os repasses financeiros sejam efetivados.

Rodson Lima, Comunicação da SES
Foto: Bruno Rezende

Compartilhe

Facebook
Twitter
WhatsApp