Campo Grande, 22 de junho de 2024

Fernando Villavicencio, candidato à presidência do Equador, é assassinado

Por g1

Fernando Villavicencio, um candidato a presidente do Equador, foi assassinato com três tiros na cabeça depois de sair de um comício em uma escola na cidade de Quito nesta quarta-feira (9), de acordo com a mídia do país.

Assessores de Villavicencio confirmaram a morte. Em um perfil do Instagram do candidato há vídeos que mostram um atentado.

Segundo o jornal “El Universo”, as pessoas que estavam no encontro de campanha ouviram disparos e então notaram que Villavicencio caiu no chão.

No último vídeo em que Villavicencio é visto com vida, ele aparece saindo do colégio onde ocorreu o comício cercado por policiais que o ajudam a entrar em um veículo. Antes de fechar a porta, ouvem-se disparos e gritos. Veja o vídeo abaixo.

Vídeo

Vìdeos do comício publicados em redes sociais mostram que as pessoas tentaram se proteger ao ouvir os tiros.

Villavicencio apareceu em 5º lugar em uma pesquisa publicada pelo “El Universo” na terça-feira. A votação está agendada para o dia 20 de agosto.

Lasso afirma que crime não ficará impune

 

O atual presidente, Guillermo Lasso, afirmou em uma rede social que o gabinete de segurança vai se reunir para dar uma resposta ao crime.

“O crime organizado chegou muito longe, mas o peso da lei vai cair neles”, disse o presidente.

Candidato à presidência do Equador é assassinado

Fernando Villavicencio durante evento em Quito nesta quinta-feira (9) — Foto: Karen Toro/ReutersFernando Villavicencio em encontro político em Quito, Equador, em 9 de agosto de 2023 — Foto: REUTERS/Karen Toro

Villavicencio fez discurso nesta quarta-feira (9) em Quito durante campanha presidencial — Foto: Karen Toro/Reuters

Compartilhe

Facebook
Twitter
WhatsApp