Campo Grande, 26 de maio de 2024

MS se torna referência no Brasil e América Latina com hospital veterinário de excelência para animais silvestres

Mato Grosso do Sul se torna referência no Brasil e na América Latina com a entrega do maior hospital veterinário de animais silvestres. O hospital veterinário “Ayty” – palavra tupi-Guarani que significa ninho, cuidado, aconchego e se pronuncia aitã – vai modernizar o atendimento aos bichos das mais diversas espécies que vivem no Pantanal, Cerrado e Mata Atlântica, mas que precisaram ser resgatados devido a problemas de saúde.

Com uma área construída de mais de mil metros quadrados, o novo hospital, localizado no Parque Estadual do Prosa, em Campo Grande, já começa a funcionar com um corpo clínico composto por sete médicos veterinários e especialistas em Zootecnia, Patologia, Biologia, entre outros. O “Ayty” terá no total 15 servidores entre técnicos e tratadores. O investimento foi de  R$ 5,1 milhões.

O hospital foi construído em uma área anexa ao CRAS (Centro de Reabilitação de Animais Silvestres), criado em 1987 e pioneiro no mundo em procedimentos avançados em próteses para animais.

O novo hospital conta com um amplo ambulatório, salas de ultrassom e raio-x, centro cirúrgico, salas de quarentena, solários de aves e répteis, clínicas, salas de triagem e isolamento, câmara fria, entre outros locais de atendimento.

Na inauguração hoje (14) à tarde, o governador Eduardo Riedel destacou que a unidade hospitalar faz parte de uma política ambiental do Estado. “Não cabe hoje desenvolvimento econômico sem ser sustentável e com grandes benefícios para a sociedade. Nós vamos dar à biodiversidade do Mato Grosso do Sul a devida importância e relevância que merece nos mais de 2.500 atendimentos aos animais silvestres”, garantiu.

O chefe do executivo estadual ainda afirmou que o “Ayty” irá receber alunos e pesquisadores de todo o País. “Já temos convênios sendo firmados com universidades. Será um gerador de conhecimento”, enfatizou.

Riedel também adiantou que será construído um Centro de Reabilitação de Animais Silvestres do Pantanal, em Corumbá, nos moldes do CRAS de Campo Grande, para o atendimento aos animais feridos, resgatados ou apreendidos na região.

Para o secretário Jaime Verruck, da Semadesc (Secretaria Estadual de Meio Ambiente, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação), o Hospital “Ayty” vai além do atendimento e recuperação da vida silvestre, mas também no desenvolvimento e aplicação de novas tecnologias. “Vamos oferecer aqui a primeira residência médica veterinária em animais silvestres do Brasil”.

O diretor-presidente do Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul), André Borges, disse que com o hospital será possível ampliar o atendimento e que o CRAS será em breve reestruturado. “O Hospital é a concretização de um sonho para oferecer um atendimento de excelência”, acrescentou.

Muito prestigiado, o evento contou com presença do vice-governador, José Carlos Barbosa, o ex-governador Reinaldo Azambuja, os secretários Eduardo Rocha (Casa Civil), Pedro Caravina (Governo e Gestão Estratégica), Patrícia Cozzolino (Assistência Social e Direitos Humanos), Hélio Daher (Educação), Marcelo Miranda (Setescc), além de deputados estaduais, vereadores, prefeitos e dirigentes de entidades e instituições do Governo do Estado.

O médico veterinário Lucas Cazati declarou que a implantação do hospital reforça o compromisso do Governo do Estado com a conservação da biodiversidade. “Estamos falando de uma ação concreta na recuperação de animais silvestres”.

ATENÇÃO IMPRENSA: o pack com o pool de imagens está disponível aqui.

Alexandre Gonzaga, Comunicação do Governo de MS
Foto: Saul Schramm

Compartilhe

Facebook
Twitter
WhatsApp