Campo Grande, 24 de abril de 2024

Governo de MS aprimora política pública de assistência social com apoio dos 79 municípios

Conferência é o momento para aprimorar as ações de assistência social em todo o país

Ter como base a realidade local e regional, trabalhar em propostas em nível municipal e de Estado, discutir questões que são prioridades para a assistência social, bem como fortalecer o controle social e a efetivação da política pública e do Sistema Único de Assistência Social (SUAS) do Estado.

Essa é a meta de gestores públicos, representantes da sociedade civil e usuários dos serviços públicos que estão reunidos na 14ª Conferência Estadual de Assistência Social, que teve início nessa quinta-feira (21) em Campo Grande.

O vice-governador, José Carlos Barbosa, que participou do evento representando o Governo de Mato Grosso do Sul, destacou que a conferencia estadual é o momento no qual os gestores do SUAS, junto com os representantes dos 79 municípios sul-mato-grossenses, constroem o planejamento que deverá aprimorar as ações de assistência social em todo o país.

“A construção desse diálogo do governo federal com a gestões estaduais e municipais é fundamental para alicerçar uma política de Estado. O trabalho comandado pelo governador Eduardo Riedel tem como objetivo incluir as pessoas sem deixar ninguém para trás. Tenho certeza que desse Fórum sairão debates importantes nos quais os representantes dos 79 municípios, junto a assistência social de MS irão alinhar e contribuir com a construção do plano nacional do presidente Lula, com ações que venham de encontro dos sonho e aspirações dos trabalhadores e usuários do serviço de assistência social do nosso país”, declarou Barbosinha.

Para a secretária de Assistência Social e dos Direitos Humanos, Patrícia Cozzolino, a interlocução com os prefeitos para o capital humano da assistência social é fundamental.

“Quero que vocês tenham em mim uma parceira dessa luta para construir e executar ainda nesse Governo, ações que tornem o atendimento ao usuário cada vez humanizado. Levando em conta sempre a qualidade de vida do trabalhador, com disponibilidade de recursos e equipamentos estruturados. Tenho certeza que juntos vamos realizar grandes transformações em prol da sociedade”, disse.

Presidente do Conselho de Assistência Social de MS, Sérgio Wanderly Silva, relembrou os desafios para o crescimento da ação de assistência social nos últimos anos e disse estar confiante na gestão do Governador Eduardo Riedel. “Visionário! Me sinto honrado de fazer parte da construção, controle social efetivo”, afirmou.

A Coordenadora-Geral de Medidas Socioeducativas e Programas Intersetoriais, do Departamento de Proteção Social Especial, da Secretaria Nacional De Assistência Social, Ana Carla Costa Rocha – que representou o ministro do Desenvolvimento e Assistência Social e Combate à Fome, Wellington Dias -, disse que a Lei Orgânica da Assistência Social passou por um grave desmonte financeiro e por um grave retrocesso teórico nos últimos anos, mas que a intenção desses fóruns, que estão sendo realizados por todos o país é dialogar com gestores, trabalhadores e usuários para garantir um balanço que possibilite saber como avançar. “Com união e reconstrução”, destacou.

Nos eventos são eleitos delegados que depois participam e apresentam sugestões na etapa nacional em Brasília. Em primeiro plano, participam todos os gestores do Sistema Único de Assistência Social (SUAS) do Estado, ou seja, engloba os 79 municípios de MS, por consequência, influenciando diretamente a política pública de Assistência Social do Estado e todos os seus usuários.

A Conferência Estadual de Assistência Social (CONFEAS), já em sua 14ª edição, passou por diversas transformações quanto às ações executadas para sua realização, sempre com o apoio do Governo de Mato Grosso do Sul.

Participaram ainda a representante do Fórum Permanente de Assistência Social, Maria Auxiliadora Leal Capilé; representante dos trabalhadores do Suas, Gisela Augusta; secretária municipal de São Gabriel do Oeste e presidente do Coegemas, Rosane Mocceline; representante do Fórum Permanente de Usuários da Assistência Social do Estado de Mato Grosso do Sul, João Batista Do Nascimento; Representante do Conselho Nacional de Assistência Social, Carlos Nambu; e o deputado Lídio Lopes presidente da Frente Parlamentar em Defesa da Assistência Social.

Diana Gaúna, Comunicação Sefaz
Foto: João Garrigó

Compartilhe

Facebook
Twitter
WhatsApp