Campo Grande, 24 de abril de 2024

SES realiza oficina com foco na implementação da “Estratégia Zero Morte Materna por Hemorragia”

A SES (Secretaria de Estado de Saúde), por meio da Coordenadoria da Saúde da Mulher, Criança e Maternidade, realiza entre os dias 28 de setembro e 3 de outubro a “Oficina da Estratégia Zero Morte Materna por Hemorragia (0MMxH)”. A oficina faz parte do processo de implementação da Estratégia 0MMxH na AAMI (Associação de Amparo à Maternidade e à Infância), em Campo Grande, e tem a finalidade de capacitar e aprimorar as habilidades de médicos e enfermeiros no manejo da hemorragia pós-parto.

Em Mato Grosso do Sul, a situação de mortalidade materna sofreu grande impacto da pandemia da Covid-19 e, em uma análise da causa, as situações hemorrágicas seguem sendo a segunda causa de óbito no estado. Para que diminua esses índices é necessário um conjunto de ações e estratégias que impactem consideravelmente na assistência a mulher através da sustentação das ações, por meio das linhas de cuidado e metodologias de intervenção sempre com apoio de toda a rede de atenção à saúde.

Conforme coordenadora da Saúde da Mulher, Criança e Maternidade da SES, Andriely Gomes dos Santos, a mortalidade materna é um indicador das condições de vida e assistência em saúde de uma população e a quase totalidade das mortes, cerca de 99%, ocorre em países em desenvolvimento.

“A falta de educação, alimentação adequada, suporte social e assistência sanitária associam-se fortemente à mortalidade materna, sendo um indicador de iniquidade entre os ricos e os pobres. A mortalidade materna ainda evidencia as desigualdades de gênero, tanto no acesso à educação, à nutrição, quanto no acesso à saúde e seu caráter prevenível, considerando a importância de se estabelecer ações intersetoriais que garantam a qualidade do acesso à saúde a toda população”.

No estado, o Programa Bem Nascer MS tem o objetivo de operacionalizar e efetivar a rede de atenção à saúde para redução da mortalidade materna, perinatal e infantil, além da morbidade materna grave. A OPAS/OMS (Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde), em conjunto com o Ministério da Saúde, vem trabalhando a estratégia 0MMxH como um esforço coletivo de gestores e profissionais de saúde para a prevenção e o manejo da hemorragia obstétrica aliado.

Desta forma, mediante cooperação técnica entre a SES e a OPAS/OMS, a AAMI foi eleita como prioridade à realidade estadual para a implementação da Estratégia 0MMxH que auxiliará no fortalecimento dos serviços de saúde, eliminação das barreiras ao acesso, treinamento de pessoal para lidar com a hemorragia obstétrica e garantia de disponibilidade de medicamentos essenciais e sangue seguro para transfusões.

Participam da oficina a consultora nacionais da Saúde da Mulher e Estratégias de Redução da Mortalidade Materna da OPAS, Gabriela Giacomini e mais oito instrutores nacionais da estratégia, entre eles, a coordenadora Nacional da Saúde das Mulheres do Ministério da Saúde, Mônica Iassanã Reis.

A “Oficina da Estratégia Zero Morte Materna por Hemorragia – 0MMxH” acontece na ETSUS (Escola Técnica do SUS) Professora Ena de Araújo Galvão, localizada a avenida Senado Filinto Müller, 1480 – Jardim Parati, em Campo Grande.

Kamilla Ratier, Comunicação SES

Foto: Divulgação

Compartilhe

Facebook
Twitter
WhatsApp