Campo Grande, 22 de abril de 2024

Projeto apoiado pela Fundect é premiado em feira internacional de ciência e tecnologia

O projeto ‘Letramento Literário: diálogos entre o clássico e a literatura de massa’, apoiado pela Fundect (Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Estado de Mato Grosso do Sul) por meio do PICTEC (Programa de Iniciação Científica e Tecnológica do Estado de Mato Grosso do Sul) conquistou o segundo lugar na categoria “Ciências Humanas” na Feira Internacional de Ciência e Tecnologia das Nações do Colégio Dante Alighieri (FenaDante), em São Paulo (SP).

O projeto também garantiu a credencial para a Feira Brasileira de Iniciação Científica, que acontecerá em Santa Catarina, em setembro de 2024. Abordando obras que tratam da representatividade LGBTQIAP+ na literatura brasileira contemporânea, o projeto promove debates a respeito do tema, auxiliando no combate ao preconceito e à discriminação no espaço escolar.

Feira Internacional de Ciencia e Tecnologia flavio rocha 02 Projeto apoiado pela Fundect é premiado em feira internacional de ciência e tecnologia

Realizado pelo grupo de pesquisa Arco Literário, o trabalho é coordenado pelo professor do IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul), Campus Campo Grande, Flávio Rocha, e conta com a participação dos estudantes Nicolas Sá e Thales Oliveira.

“É um ambiente de divulgação científica que abrange inclusive territórios que são localizados fora do Brasil, uma coisa que a gente não tinha a oportunidade de fazer. Eu vejo isso como sendo uma oportunidade muito grande, porque além do contato com esses alunos de diversas nacionalidades, nós conversamos com diversos professores da área de letras e outros professores de outras áreas relacionadas às ciências humanas”, explica Thales.

“Para mim é muito significativo ter conquistado medalha de prata entre uma categoria com outros 36 trabalhos, ainda mais com uma temática tão relevante, porém tão apagada, que é a da literatura LGBTQIAP+ nacional. Foram experiências maravilhosas, pessoas, lugares, e saber que tudo isso quem me proporcionou foi um ensino público de qualidade. Estou muito, muito feliz de ter vivido isso”, completa Nicolas.

O professor e orientador, Flávio Rocha, afirma que o apoio da Fundect é fundamental para que o trabalho continue crescendo. “O suporte que o projeto recebe é imprescindível, considerando que ele incentiva  os estudantes a se dedicarem à pesquisa e a conseguir arcar com alguns de seus gastos e, por vezes, até ajudar em casa”.

O PICTEC é um dos programas do Governo do Estado para fomentar a participação de estudantes de ensino médio em pesquisas científicas. A FenaDante foi realizada entre os dias 26 e 28 de setembro, no Colégio Dante Alighieri, em São Paulo (SP). Esta é a 5ª edição do evento, que contou com apresentações de instituições brasileiras, além de instituições internacionais do Chile, do México, do Paraguai, entre outras.

Programa

O PICTEC (Programa de Iniciação Científica e Tecnológica do Estado de Mato Grosso do Sul) é um programa de investimentos da Fundect que oferece bolsas de iniciação científica a alunos do ensino médio, garantindo bolsas de R$ 400 por mês aos estudantes e de R$ 800 para o orientador, por período de 12 meses, possibilitando o desenvolvimento de pesquisas científicas.

Em 2023, o PICTEC ampliou para 200 o número de pesquisas de escolas públicas atendidas com bolsas de iniciação científica, sendo 140 em escolas estaduais e 60 nas escolas federais de Mato Grosso do Sul. O valor total do investimento é de R$ 5,76 milhões.

Paulo Ricardo Gomes, Fundect
Fotos: Flávio Rocha (acervo pessoal)

Compartilhe

Facebook
Twitter
WhatsApp