Campo Grande, 22 de abril de 2024

Sâmia Bomfim ‘está devastada’, e ‘tudo indica que se trata de uma execução’, diz família de médico assassinado no Rio

Por Isabela Camargo, Mateus Rodrigues, GloboNews e g1 — Brasília

Os deputados Sâmia Bomfim (PSOL-SP) e Glauber Braga (PSOL-RJ) divulgaram nota nesta quinta-feira (5) em que se dizem “devastados” pelo assassinato do médico Diego Ralf Bomfim, de 35 anos, executado a tiros em um quiosque na Barra da Tijuca, no Rio, na madrugada.

Diego era irmão de Sâmia Bomfim (que é casada e tem um filho com Glauber Braga). Ele e outros três médicos foram alvos de pelo menos 20 tiros disparados por um grupo de criminosos.

Três dos quatro médicos morreram, e o quarto, Daniel Sonnewend Proença, está hospitalizado. Imagens mostram os atiradores descendo de um carro, disparando e fugindo em seguida – veja no vídeo:

A nota é assinada pela deputada federal Fernanda Melchionna (PSOL-RS), “delegada” por Sâmia e Glauber para responder à imprensa no momento.

“Queremos agradecer todas as mensagens de solidariedade e apoio, que vieram de todos os lugares. Evidentemente, Sâmia está devastada nesse momento terrível de perda e dor, assim como o seu companheiro Glauber Braga, que a acompanha neste momento”, diz a nota divulgada.

 

“Pelas imagens divulgadas pela imprensa, tudo indica que se trata de uma execução. Exigimos imediata e profunda investigação para descobrir as motivações do crime, assim como a identificação e prisão dos executores.”

 

O casal de deputados recebeu a notícia em Brasília e, até as 10h, ainda aguardava para viajar a São Paulo, onde Diego deve ser velado e sepultado.

Leia abaixo a íntegra da nota divulgada por Sâmia Bomfim e Glauber Braga:

Hoje acordamos com a notícia estarrecedora do assassinato de Diego Ralf Bomfim, irmão da companheira e deputada federal Sâmia Bomfim, e mais dois medicos que estavam com ele, Marcos de Andrade Consato e Perseu Ribeiro Almeida. Nos solidarizamos com todos os familiares de todas as vítimas desse crime bárbaro.

Queremos agradecer todas as mensagens de solidariedade e apoio, que vieram de todos os lugares. Evidentemente, Sâmia está devastada nesse momento terrível de perda e dor, assim como o seu companheiro Glauber Braga, que a acompanha neste momento.

Pelas imagens divulgadas pela imprensa, tudo indica que se trata de uma execução. Exigimos imediata e profunda investigação para descobrir as motivações do crime, assim como a identificação e prisão dos executores.

Já pedimos ao ministro da Justiça, Flávio Dino, o acompanhamento do caso pela Polícia Federal e estamos formalizando a solicitação com o ministério.

Fernanda Melchionna,
delegada por Sâmia Bomfim e Glauber Braga

Compartilhe

Facebook
Twitter
WhatsApp