Campo Grande, 24 de abril de 2024

Organização erra medida da prova de marcha 20km do Pan e 12 atletas “batem” recorde mundial

Por Marcel Merguizo — Santiago, Chile

Um fato inusitado na marcha atlética 20km dos Jogos Pan-Americanos. Por conta de um erro da organização na aferição do percurso, a prova disputada neste domingo em Santiago, no Chile, 12 atletas fizeram a prova abaixo do recorde mundial. Mas a realidade é que o percurso não teve 20km e sim cerca de 17km. O erro foi confirmado pela organização, que atrasou o início da prova masculina para fazer nova medição.

A peruana Gabriela Garcia foi campeã da prova com o tempo de 1h12min26, quase 12 minutos mais rápido que o recorde mundial da prova, que é de 1h23min49s e pertence a chinesa Jiayu Yang. Durante a prova, já dava para ver no rosto da atleta, que é campeã mundial e era a grande favorita ao ouro, que não estava entendendo as marcas que vinha fazendo. Assim que passou na linha de chegada, comemorou o ouro, mas tinha a certeza que a marca estava completamente errada.

Marcha no Pan de Santiago — Foto: Miriam Jeske/COB @miriamjeske

Marcha no Pan de Santiago — Foto: Miriam Jeske/COB @miriamjeske

– Nós estamos aguardando a posição oficial da organização, os delegados se reuniram, o medidor do percurso já estava fazendo a verificação do primeiro quilômetro da peruana. Já está constatado que o percurso não tinha a distância correta. O recorde obviamente não será homologado – disse Cláudio Castillo, diretor técnico da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt)

O percurso da marcha atlética era para ter, supostamente, um quilômetro, e os atletas dariam vinte voltas nele. É assim que acontece em qualquer competição, inclusive Campeonatos Mundiais e Olimpíadas. As vinte voltas foram dadas, mas esse percurso não tinha um quilômetro, e sim menos.

Compartilhe

Facebook
Twitter
WhatsApp