Campo Grande, 24 de abril de 2024

Com tempo instável em MS, cuidados devem ser redobrados em meio às chuvas

Mato Grosso do Sul tem enfrentado instabilidades climáticas e o mês de novembro já teve seu início marcado por chuvas. Na última segunda-feira (31), 21 municípios do estado registraram chuva acumulada. Dourados lidera a lista com o maior acúmulo, com 62,8 milímetros, seguida por Rio Brilhante (30,1) e Maracaju (20,8).

Aliadas às chuvas, intensas rajadas de vento também têm ocorrido no estado. O mês de outubro encerrou-se com ventania e, ainda na segunda-feira, a semana teve início com rajadas de vento que chegaram a 70,9 km/h, na cidade de Bonito. Além disso, no último domingo (30), Itaporã atingiu 88,6 km/h.

De acordo com o Cemtec (Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima), tais instabilidades atmosféricas ocorrem devido a perturbações em vários níveis da atmosfera combinadas ao intenso fluxo de calor e umidade. Uma área de baixa pressão atmosférica no Paraguai também favorece a formação de nuvens e chuvas em todo o estado.

Já nos próximos dias, uma frente fria deve avançar e as temperaturas poderão chegar a valores entre 9°C e 11°C em Mato Grosso do Sul. Apesar da redução do fluxo de calor, o fenômeno deve favorecer a formação de chuvas e tempestades.

Para o final de semana, o Cemtec indica tempo instável, com chuvas de intensidade fraca a moderada. Além disso, ainda podem ocorrer chuvas mais intensas e tempestades acompanhadas de raios, rajadas de vento e eventual queda de granizo, principalmente nas regiões sul, sudeste, leste e sudoeste do estado.

Cuidados a serem tomados

Em épocas de chuvas, principalmente após um longo período de estiagem, os cuidados devem ser redobrados pela população. Entre as orientações, a Polícia Civil destaca a atenção com relação a locais de enchentes, queda de árvores, entre outros.

Outras dicas de segurança são:

  • Mantenha limpos os ralos, esgotos, bueiros e valas e solicite à prefeitura a limpeza de bocas-de-lobo e bueiros próximos a sua residência. Neste período de estiagem, este tipo de local pode acumular folhas e outros objetos dificultando a vazão das águas da chuva;
  • Não jogue lixo ou entulho em lotes baldios, bueiros, quintais, nos córregos e na rua;
  • Reforce muros e paredes que tenham perigo de cair e verifique as instalações elétricas, desligue e desconecte os aparelhos elétricos, quando perceber chuvas fortes acompanhadas de raios;
  • Não deixe as crianças brincarem na chuva ou em enxurradas, há risco de doenças e acidentes;
  • Não se proteja embaixo de árvores. Além do risco de queda, elas podem atrair raios;
  • Faça uma revisão preventiva de seu veículo e verifique se pneus, limpadores de para-brisas, baterias, faróis estão em perfeitas condições de uso de forma a evitar surpresas desagradáveis;
  • Não estacione seu veículo em regiões íngremes, próximo às árvores e postes e durante a incidência de raios, a melhor proteção é permanecer no interior do veículo;
  • Ligue o farol durante uma chuva intensa para que outros motoristas e pedestres o vejam.

Para mais informações basta entrar em contato com o Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil pelos telefones: 193 e 199, respectivamente. Caso a sua casa esteja em risco de alagamento ou desabamento, acione as equipes imediatamente.

Heloisa Duim, Programa de Estágio Supervisionado
Foto: Álvaro Rezende

Compartilhe

Facebook
Twitter
WhatsApp